Notícias | Dia a dia
Medvedev conquista 1º Masters e chega ao top 5
18/08/2019 às 19h14

Medvedev é o primeiro russo no top 5 desde junho de 2010

Foto: Divulgação

Cincinnati (EUA) - Depois de ter batido na trave nas duas últimas semanas, ficando com o vice-campeonato em Washington e em Montréal, Daniil Medvedev conquistou o título mais importante de sua carreira neste domingo. O russo de 23 anos faturou o Masters 1000 de Cincinnati ao vencer a final contra o belga David Goffin por 7/6 (7-3) e 6/4 em 1h39 de partida.

Em seu melhor momento na carreira, Medvedev debutará no top 5 do ranking mundial a partir da próxima segunda-feira. O jovem jogador russo inciou a semana na oitava posição, marca que já era seu recorde pessoal. No começo do ano, ocupava a 16ª colocação. O último russo no top 5 foi Nikolay Davydenko em 5 de junho de 2010.

Medvedev é o jogador com maior número de vitórias em 2019. Ele já venceu 44 jogos, três a mais que Rafael Nadal. Ele é também o jogador com maior número de vitórias no piso duro em 2019, com 31 no total. Em segundo lugar da lista, o espanhol Roberto Bautista Agut e o grego Stefanos Tsitsipas aparecem empatados com 20 vitórias.

Com 14 vitórias nos últimos 16 jogos, Medvedev comemora seu quinto título de ATP. As três primeiras conquistas foram no ano passado, em Sydney, Winston-Salem e Tóquio. Já em fevereiro deste ano, ele triunfou nas quadras duras e cobertas de Sófia, na Bulgária. O russo já esteve em dez finais de ATP, seis delas este ano.

Superado por Medvedev neste domingo, Goffin disputou sua primeira final de Masters 1000. Ex-top 10 e atual 19º colocado no ranking, o experiente belga de 28 anos segue com quatro títulos de ATP em 13 finais jogadas. Os 600 pontos conquistados, em uma semana com 360 a defender, fazem com que ele retorne ao top 15 do ranking.

Medvedev já começou o jogo muito bem ao confirmar seus dois primeiros games de saque sem perder pontos e conseguir uma quebra precoce para já abrir 4/1. Goffin conseguiu devolver a quebra no sétimo game e ainda salvou dois break points na sequência para buscar o empate. Depois disso, os sacadores seguiram sem novas ameaças até o tiebreak. Durante o game-desempate, as devoluções agressivas do russo renderam pontos importantes e o belga acabou entregando o set com uma dupla-falta. Cada jogador fez 12 winners na parcial e Goffin cometeu quatro erros a mais, 16 a 12, em 56 minutos de disputa.

O domínio do russo ficou ainda maior no segundo set. O jovem jogador de 23 anos venceu oito dos primeiros nove pontos da parcial e já abriu 2/0. Depois disso, confirmou de zero seus quatro games de serviço subsequentes. Mesmo com uma longa sequência de jogos nas últimas semanas, Medvedev não sinalizava o desgaste físico e conseguia sustentar alguns longos ralis com Goffin, que tem por característica a solidez do fundo de quadra. Na reta final da partida, Goffin arriscou mais e tentou ir à rede para definir os pontos. O belga conseguiu dois break points, mas Medvedev fechou a porta com uma série de ótimos saques e terminou o jogo encaixando três aces seguidos.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis