Notícias | Dia a dia
Kuznetsova volta a brilhar e também derruba Barty
17/08/2019 às 13h25

Veterana russa já derrotou três top 10 no caminho para a final do Premier de Cincinnati

Foto: Divulgação

Cincinnati (EUA) - No jogo em que poderia garantir sua volta à liderança do ranking mundial, Ashleigh Barty foi derrotada na semifinal do WTA Premier de Cincinnati. A australiana sentiu uma lesão no pé direito, mas preferiu não abandonar a partida. Melhor para a russa Svetlana Kuznetsova, que teve uma ótima atuação e venceu por 6/2 e 6/4 em 1h07 de partida.

A eliminação em Cincinnati também impede que Barty volte à liderança do ranking mundial. A australiana foi número 1 do mundo por sete semanas antes de perder a posição para Naomi Osaka na última segunda-feira. Ela poderia recuperar o primeiro lugar se tivesse vencido a partida. Osaka será a principal cabeça de chave do US Open.

Já Kuznetsova chega à final em Cincinnati pela primeira vez na carreira. A veterana russa de 34 anos já foi número 2 do mundo e conquistou dois Grand Slam, mas aparece apenas no 153º lugar do ranking após sofrer lesões no joelho e no punho, além de ter problemas extra-quadra como o atraso no visto para jogar nos Estados Unidos e uma recente troca de técnico.

Durante a semana em Cincinnati, Kuznetsova já superado duas adversárias do top 10, a norte-americana Sloane Stephens e a tcheca Karolina Pliskova. Ela também também derrotou a número 11 do mundo Anastasija Sevastova e a 32ª colocada Dayana Yastremska. A campanha rende 585 pontos à russa, que defende apenas 60 pontos e se aproxima do 60º lugar do ranking.

Vencedora de 18 títulos no circuito da WTA, o último em agosto do ano passado em Washington, Kuznetsova disputará sua 42ª final na carreira. Ela não decide um torneio de nível Premier desde março de 2017 em Indian Wells e pode conseguir seu título mais importante em dez anos, já que foi campeã de Pequim e Roland Garros em 2009. Ela espera o duelo entre as norte-americanas Madison Keys e Sofia Kenin. A russa jamais enfrentou Kenin no circuito e perdeu todas as três partidas que fez contra Keys no circuito.

A partida começou melhor para Barty, que abriu 2/0 ao contar com uma dupla-falta e com poucos primeiros serviços em quadra da russa, mas Kuznetsova devolveu a quebra de imediato e buscou o empate. A australiana vinha cometendo muitos erros não-forçados e sofrendo com o peso das devoluções da rival, que venceu cinco games seguidos. Barty chegou a pedir atendimento médico para o pé direito e acabou perdendo o set no game seguinte. Nas estatísticas, Kuzetsova tinha 6 a 5 em winners, e cometeu só sete erros contra 12 de Barty em 30 minutos de set.

Mesmo sem conseguir jogar seu melhor tênis e subindo menos à rede do que de costume, a australiana preferiu não abandonar a partida. Kuznetsova conseguiu uma quebra de serviço logo de cara no segundo set e vinha administrando a vantagem. Barty até conseguiu se apresentar melhor a partir do sétimo game, mas só conseguiu vencer três pontos no saque da russa ao longo do segundo set e não teve chance de devolver a quebra. A australiana fez 13 a 12 em winners, mas cometeu 27 erros contra 13 da russa.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis