Notícias | Dia a dia
Osaka machuca o joelho e tem o US Open em risco
16/08/2019 às 18h30

A japonesa tenta se recuperar a tempo para o Grand Slam americano e pode perder o número 1

Foto: Divulgação

Cincinnati (EUA) - Apenas uma semana depois de ter recuperado a liderança do ranking mundial, Naomi Osaka corre risco de perder novamente a posição. A japonesa abandonou seu jogo das quartas de final do WTA Premier de Cincinnati quando perdia para a norte-americana Sofia Kenin, 22ª colocada, por 6/4, 1/6 e 2/0, por conta de uma lesão no joelho esquerdo.

Com a derrota de Karolina Pliskova no início da rodada, a disputa pelo número 1 do ranking e pela posição de principal cabeça de chave do US Open está restrita a Osaka e à australiana Ashleigh Barty, que liderou o ranking por sete semanas até a última segunda-feira. Barty é semifinalista em Cincinnati e pode voltar ao topo do ranking se vencer seu jogo contra Svetlana Kuznetsova no sábado.

O ranking, entretanto, deve ser a menor das preocupações para a japonesa de 21 anos. Ela precisa se recuperar a tempo para o US Open, que começa em dez dias. Osaka está cercada de muita expectativa por ser a atual campeã do Grand Slam nova-iorquino.

Por sua vez, Sofia Kenin acumula sua sétima vitória contra top 10 e a segunda seguida contra uma número 1 do mundo. Na semana passada, a jovem norte-americana de 20 anos derrotou Barty na segunda rodada em Toronto. Além disso, nas últimas duas semanas, ela acumula quatro vitórias sobre top 10. Kenin agora espera pela vencedora do duelo norte-americano entre Venus Williams e Madison Keys.

Osaka vivia bom momento no jogo antes de abandonar

Embora Kenin tenha se notabilizado por sua solidez do fundo de quadra, a norte-americana buscou uma estratégia mais agressiva na partida contra Osaka e teve resultado imediato, com uma quebra precoce logo no terceiro game. A chance aproveitada em um game como poucos serviços em quadra da japonesa foi muito importante, já que Osaka só perderia mais dois pontos no saque até o fim do set e não aproveitou os dois break points que teve. A número 1 do mundo fez 12 a 7 em winners e cometeu 14 erros contra 8 de Kenin.

O segundo set foi amplamente dominado por Osaka, que conseguiu duas quebras seguidas em games longos e salvou três break points antes de abrir 5/0. A japonesa terminou a parcial com o dobro de winners de sua adversária, 12 contra 6 de Kenin e cometeu apenas cinco erros contra 11 da rival.

No terceiro set, Kenin confirmou o saque rapidamente. Osaka já sinalizava um desconforto na perna e tentava se alongar. A japonesa pediu atendimento no meio do segundo game e foi examinada por cerca de sete minutos antes mesmo de a árbitra iniciar a contagem de três minutos para o atendimento. A bandagem colocada no joelho esquerdo da jogadora até permitiu que ela voltasse à quadra, mas a japonesa disputou apenas mais alguns pontos antes de abandonar.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis