Notícias | Dia a dia
Nadal passeia na final e enfim é bi fora do saibro
11/08/2019 às 18h24

Montréal (Canadá) - Pela primeira vez na carreira o espanhol Rafael Nadal conseguiu defender um título fora do saibro. Campeão do Masters 1000 canadense no ano passado em Toronto, o número 2 do mundo não encontrou grande resistência do russo Daniil Medvedev na final deste domingo em Montréal e triunfou sem sustos, anotando o placar final de 6/3 e 6/0, depois de 1h11 de confronto.

Além de defender a conquista no piso duro canadense, o canhoto de Mallorca garantiu a defesa da vice-liderança do ranking ao alcançar a final, uma vez que seria ultrapassado pelo suíço Roger Federer se não passasse das semifinais. Nadal também se tornou o recordista de finais em Masters 1000, agora com 51, e ampliou a liderança no número de títulos, levantando sua 35ª taça deste nível.

O segundo maior vencedor é o sérvio Novak Djokovic com 33 troféus, seguido dos 28 de Federer. Os dois terão a chance de diminuir a distância para Nadal na próxima semana no Masters 1000 de Cincinnati, quando voltam ao circuito depois da final de Wimbledon, onde ‘Nole’ levou a melhor sobre o suíço para faturar seu 16º Grand Slam da carreira.

Veja como Nadal derrubou Medvedev

Como se esperava, a partida começou com longas e pacientes trocas de bola. Bastou Medvedev diminuir a eficiência no primeiro saque, logo no quarto game, para devoluções profundas complicarem sua vida e dar a quebra ao espanhol. O russo então mudou de tática e forçou subidas à rede. Quase perdeu outro serviço, mas se sustentou. Nadal no entanto não abriu qualquer oportunidade e fechou o set muito aplicado com o saque, tendo acertado 81% do primeiro serviço e vencido 77% desses lances.

Aí o russo desabou. Perdeu logo o serviço na abertura do set e ficou tão sem rumo que passou a arriscar tudo, mudando até a posição para dar o primeiro saque, como se estivesse disputando duplas. Pouco adiantou. Nadal chegou a 4/0 vencendo 22 dos 27 pontos disputados até então no set. Lutou para salvar dois break-points antes de enfim ceder à solidez de Nadal, que sacou em seguida para uma vitória incontestável.

Os números da partida mostram que Nadal cometeu 13 erros diante de 22 e anotou 12 winners frente a 10 (metade com aces). O espanhol ainda se saiu muito bem na rede, com 11 pontos em 13 investidas, e no saque, com 72% de acerto do primeiro serviço e 82% de sucesso nesses pontos.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis