Notícias | Dia a dia
Romena é finalista logo no 1º WTA após ser mãe
20/07/2019 às 15h01

A romena Patricia Maria Tig está jogando seu primeiro WTA depois de se tornar mãe

Foto: Divulgação

Bucareste (Romênia) - Logo no primeiro WTA que disputa depois de se tornar mãe, a romena Patricia Maria Tig voltou a surpreender e garantiu vaga na final do torneio no saibro de Bucareste. A romena de 24 anos venceu neste sábado a semifinal contra a alemã Laura Siegemund, ex-top 30 e atual 77ª do ranking, por 6/3 e 6/1.

Tig chegou a ser número 83 do mundo em abril de 2017, mas está atualmente sem ranking, já que ficou sem jogar por mais de um ano. Ela retornou às quadras em abril, disputando torneios ITF de US$ 15 mil no México. Embora tenha ganhando dois títulos e alcançado outras duas finais, esses eventos não estão contando pontos para o ranking da WTA, cenário que muda em agosto.

A jovem romena pode dar o quarto título ao país em seis edições do torneio em Bucareste. Simona Halep triunfou em 2014 e 2016, enquanto Irina Begu venceu em 2017. Tig enfrentará às 11h (de Brasília) deste domingo a cazaque Elena Rybakina, 106ª do ranking, que derrotou a italiana Martina Di Giuseppe por 6/3 e 6/2.

Na última quinta-feira, quando eliminou a número 11 do mundo Anastasija Sevastova pelas oitavas de final, Tig afirmou que pretendia levar a filha Sofia para o torneio se fosse finalista da competição. Esta é sua segunda final de WTA, sendo que a primeira foi em julho de 2015, quando foi vice-campeã em Baku, no Azerbaijão.

Em Bucareste, Tig já venceu sete jogos seguidos. Ela recebeu convite para a disputa do quali e precisou de três vitórias para garantir vaga na chave principal. Depois, derrotou a lucky-loser húngara Anna Bondar antes de bater Sevastova, Kristyna Pliskova e Laura Siegemund. A campanha rende 198 pontos e a recoloca no top 300. Se for campeã, fará mais cem pontos e estará entre as 200 melhores do ranking.

O título mais recente de uma mãe no circuito foi da alemã Tatjana Maria na grama de Mallorca no ano passado. Já em 2017, a ucraniana Kateryna Bondarenko foi campeã em Tashkent, no Uzbequistão. Mães mais famosas no circuito, as ex-líderes do ranking Serena Williams e Victoria Azarenka ainda não conquistaram títulos depois de voltarem às quadras.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis