Notícias | Dia a dia
Menezes busca nova virada e faz quartas no Canadá
18/07/2019 às 16h52

Menezes chega às quartas em um challenger pela 3ª vez

Foto: Arquivo

Gatineau (Canadá) - Assim como já havia acontecido na última quarta-feira, João Menezes voltou a vencer uma partida de virada e garantiu vaga nas quartas de final do challenger de Gatineau. Único representante brasileiro no torneio canadense de US$ 54 mil e disputado no piso duro, Menezes surpreendeu o cabeça 3 local e 143º do ranking Peter Polansky por 4/6, 6/4 e 6/2 em 1h59 de partida.

Com três vitórias seguidas em Gatineau, Menezes chega às quartas de final de um challenger pela terceira vez na carreira. A primeira foi em maio, durante a campanha para o título no saibro de Samarkand, no Uzbequistão. Já no início de junho, chegou às quartas no challenger norte-americano de Columbus.

A campanha até as quartas rende 15 pontos no ranking a Menezes, que defende apenas sete nesta semana e outros 15 até o fim do ano. O mineiro de 22 anos está com o melhor ranking da carreira no 266º lugar na ATP. Ele aparecia apenas na 398ª posição em janeiro e já acumula 23 vitórias em challengers e mais três em futures na temporada.

O próximo adversário de Menezes em Gatineau virá da partida entre o eslovaco Norbert Gombos, cabeça do torneio e número 133 do ranking, e o austríaco Maximilian Neuchrist, 395º colocado. O mineiro de Uberaba tem duas vitórias e uma derrota contra Neuchrist, em uma série de futures na Nigéria no ano passado. Já um duelo com Gombos seria inédito. Se for semifinalista, Menezes fará 29 pontos no ranking.

Confira como foi a vitória de Menezes

A partida começou com games muito longos. Menezes acabou tendo o serviço quebrado ainda no início e não aproveitou o único break point que teve em todo o primeiro set, quando ainda perdia por 2/1. Depois disso, o mineiro só perderia mais um ponto no saque até o fim do set, mas não teria novas chances de ameaçar o saque do rival. O segundo set teve mais altos e baixos, com cinco quebras no total. Menezes chegou a vencer quatro games seguidos para liderar por 5/2. O mineiro foi quebrado quando sacava para fechar, mas definiu a parcial no game seguinte.

Embora tenha colocado apenas 50% de primeiros serviços em quadra na parcial decisiva, Menezes acabou tendo um ótimo desempenho e cedeu apenas dois pontos em seus games de saque. Por outro lado, Polansky sofria ainda mais e dependeu do segundo serviço em 18 dos 24 pontos jogados em seu saque no último set. O mineiro aproveitou a vulnerabilidade do rival para conseguir duas novas quebras, a primeira logo de cara para abrir 3/0 e a última já no oitavo game para definir a vitória.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis