Notícias | Dia a dia
Djokovic venceu 14 jogos após encarar match-points
16/07/2019 às 12h06

Djokovic já havia salvado 6 match-points em Wimbledon

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - A extraordinária reação para conquistar Wimbledon no último domingo, ao evitar dois match-points diante de Roger Federer, foi a mais notável façanha do sérvio Novak Djokovic, mas não foi a única vez em que ele ganhou um jogo de grande importância encostado na parede.

O sérvio já havia conquistado um título importante no Masters de Xangai, em 2012, ao evitar nada menos do que cinco match-points na decisão diante do britânico Andy Murray. Seu recorde pessoal no entanto são os seis que conseguiu salvar lá mesmo em Wimbledon, porém na edição de 2005, quando ainda iniciava a carreira, em cima do espanhol Guillermo Garcia-López.

No total, Djokovic ganhou 14 partidas depois de encarar um ponto decisivo. Três delas aconteceram sobre Federer - as outras duas foram nos US Open de 2010 e 2011, ambos também com placar adverso de 15-40 -, que é assim o único a ter vivido tal situação por mais de uma vez. A lista inclui Juan Martin del Potro (dois nas quartas de Roma deste ano), Fernando Verdasco (cinco na semi de Doha de 2017) e Jo-Wilfrid Tsonga (quatro nas quartas de Roland Garros de 2012)

A final deste domingo em Londres de 4h57 foi a mais longa nos 152 anos do campeonato, superando a vitória de Rafael Nadal sobre Federer que em 2008 durou 4h46 minutos. Somente o quinto set durou mais de duas horas, mesmo após a mudança introduzida neste ano em que o último set passou a ser decidido em um tiebreak depois que os games chegaram a 12 pontos.

"Esta foi a final mais emocionante da qual eu já participei”, disse o exultante número 1 do mundo: "Ele (Federer) me inspira com certeza. Infelizmente, neste tipo de partidas, um dos jogadores tem que perder. É bastante irreal salvar dois match points e vencer." Djokovic se tornou o primeiro jogador a ganhar a final masculina de Wimbledon tendo conseguido salvar 'championship points' desde Bob Falkenburg, em 1948.

Três semanas antes de seu aniversário de 38 anos, Federer ficou perto de se tornar o mais velho campeão de Grand Slams em 51 anos de tênis profissional. Mas foi Djokovic quem comemorou, comendo a famosa grama da quadra central, após um desempenho impecável.

Veja a lista de jogos em que Djokovic salvou match-points em sua carreira:
2019 - Wimbledon (final) - 2 mp contra Federer: 7/6(5) 1/6 7/6(4) 4/6 13/12(3)
2019 - Rom (quartas) - 2 mp contra Del Potro, 4/6 7/6(6) 6/4
2017 - Doha (semi) - 5 mp contra Verdasco, 4/6 7/6(7) 6/3
2015 - Montreal (quartas) - 2 mp contra Gulbis, 5/7 7/6(7) 6/1
2012 - Xangai (final) - 5 mp contra Murray, 5/7 7/6(11) 6/3
2012 - Roland Garros (quartas) - 4 mp contra Tsonga, 6/1 5/7 5/7 7/6(6) 6/1
2011 - ATP Finals (fase inicial) - 1 mp contra Berdych, 3/6 6/3 7/6(3)
2011 - US Open (semi) - 2 mp contra Federer, 6/7(7) 4/6 6/3 6/2 7/5
2010 - US Open (semi) - 2 mp contra Federer, 5/7 6/1 5/7 6/2 7/5
2010 - Indian Wells (2ª rodada) - 3 mp contra Kohlschreiber, 6/3 2/6 7/6(3)
2009 - Basileia (semi) - 3 mp contra Stepanek, 6/7(4) 7/5 6/2
2009 - Halle (oitavas) - 5 mp contra Serra, 5/7 7/5 6/1
2007 - Viena (quartas) - 2 mp contra Chela, 6/3 5/7 7/6(2)
2005 - Wimbledon (2ª rodada) - 6 mp contra Garcia-Lopez, 3/6 3/6 7/6(5) 7/6(3) 6/4

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis