Notícias | Dia a dia
Novo líder da corrida, Djoko se classifica para o Finals
15/07/2019 às 11h52

Londres (Inglaterra) - A conquista da taça de Wimbledon, no último domingo, não apenas garantiu o 16º título de Grand Slam para o sérvio Novak Djokovic, mas também a liderança da corrida da temporada e uma vaga no ATP Finals deste ano, se juntando ao espanhol Rafael Nadal, que havia carimbado seu passaporte ao alcançar as semifinais.

“É sempre uma das principais metas do ano buscar a classificação para o Finals e fazer isso já com bastante antecedência é muito bom. Estou ansioso por voltar a Londres em novembro e poder competir mais uma vez contra os melhores da temporada na Arena O2”, afirmou o pentacampeão de Wimbledon, que bateu o suíço Roger Federer na decisão.

Mais velho a terminar uma temporada como número 1 do mundo, feito obtido no ano passado, ‘Nole’ agora lidera o ranking da ATP e também a corrida da temporada, na qual deixou Nadal para trás. Ele somou 6.725 pontos neste ano contra 6.225 do espanhol. Federer aparece na terceira colocação com seus 5.060 pontos.

Djokovic fez 10 aparições seguidas no Finals, entre 2007 e 2016, e só deixou de ir ao torneio em 2017 por causa de uma lesão no cotovelo direito. Ele retornou em 2018 e foi até a final, perdendo para o alemão Alexander Zverev. Cinco vezes campeão em Londres, o sérvio tentará igualar mais uma marca de Federer e buscará seu sexto troféu no evento que reúne os oito melhores do ano.

Quem se deu bem na briga por um lugar na Arena O2 no fim do ano foi o espanhol Roberto Bautista, que foi até as semifinais em Wimbledon e com isso saltou cinco posições e entrou no top 8, aparecendo agora no sétimo posto. Na contramão, o atual campeão Zverev caiu duas colocações e saiu da zona de classificação, indo para o 10º lugar.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis