Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Gauff volta a brilhar, salva match points e pega Halep
05/07/2019 às 16h23

Gauff buscou a virada depois de perder o primeiro set e ver a rival ter 5/2 no segundo

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Grande surpresa da primeira semana de Wimbledon, Cori Gauff voltou a brilhar no All England Club. Atuando pela primeira vez na lendária Quadra Central, a promissora norte-americana de apenas 15 anos salvou dois match points e virou o jogo contra a experiente eslovena de 28 anos e 60ª do ranking Polona Hercog. Gauff venceu por 3/6, 7/6 (9-7) e 7/5 para garantir vaga nas oitavas de final da competição.

Esta já é a sexta vitória seguida de Gauff na grama londrina. Ela iniciou o torneio ainda no quali, na semana passada, e venceu três jogos. Uma delas foi sobre a top 100 espanhola Aliona Bolsova, principal favorita na fase classificatória. Já na chave principal, Gauff surpreendeu a pentacampeã Venus Williams e a eslovaca Magdalena Rybarikova, semifinalista do torneio em 2017, antes de passar por Hercog. Sua próxima adversária será a romena Simona Halep, ex-líder do ranking mundial e atual sétima colocada.

A ótima campanha em Wimbledon rendeu 280 pontos no ranking da WTA a Gauff, são 240 da chave principal e mais 40 do quali. Depois de iniciar o quali na 313ª posição, ela deverá se aproximar do 130º lugar após o torneio. A norte-americana iniciou a temporada ocupando apenas a 685ª colocação e tinha a ambiciosa meta de entrar no grupo das cem melhores do mundo ainda em 2019. Caso chegue às quartas de final, já poderá cumprir essa meta.

Veja como foi a incrível virada de Gauff
Hercog é reconhecida por sua versatilidade em quadra, combinando seus eficientes saque e forehand com muitos slices e drop shots. Desta vez, não subiu tanto à rede como costuma fazer. Ainda assim, com tantas variações de altura e velocidade de bola, a eslovena dificultou ao máximo a leitura de jogo da jovem norte-americana e rapidamente assumiu o controle da partida. No primeiro set, a eslovena não enfrentou break points e perdeu só três pontos no saque. Gauff tinha seu segundo serviço bastante e acabou sofrendo a quebra no sétimo game. Pouco depois, quando perdia por 5/3, a norte-americana fez um game de saque muito ruim com três duplas-faltas.

A vantagem de Hercog ficou ainda maior no segundo set. A eslovena conseguiu uma quebra precoce e abriu 3/0. Sem ser ameaçada em seus games de serviço, a jogadora de 28 anos chegou a liderar a segunda parcial por 5/2 e ficou bem perto da vitória. Nesse momento, a estrela de Gauff começou a brilhar. A norte-americana salvou um match point antes de confirmar o game de saque e passoa a pressão para o outro lado. Logo depois, quando Hercog sacava para o jogo e perdeu outro match point com uma dupla-falta, deixando a jovem rival ainda mais confiante.

Gauff explorou o lado esquerdo da eslovena, que praticamente só dava slices e não conseguia mais mandar nos pontos. O tiebreak foi tenso e Gauff mostrava paciência na construção dos pontos. Após altos e baixos, a novata conseguiu definir o set ao sustenstar um rali com 32 trocas de bola.

Mesmo depois de vencer um set duríssimo, Gauff não baixou a intensidade e continuou jogando em altíssimo nível no começo do terceiro set. Primeira a quebrar na parcial decisiva, a norte-americana abriu 4/1 num momento em que só havia perdido dois pontos no saque, mas Hercog conseguiu devolver a quebra no sétimo game, contando com três erros não-forçados da jovem rival, e buscou o empate na sequência.

O equilíbrio continuou até o fim do jogo, mas Gauff confirmava seus saques com maior tranquilidade que a rival. Quando vencia por 6/5, a norte-americana teve uma nova chance de quebra e novamente foi muito eficiente para trabalhar o ponto e suportar o rali longo com Hercog até que uma tentativa de lobe da eslovena fosse para fora e encerrasse a partida. Hercog fez 34 a 24 em winners e cometeu 45 erros, dois a mais que a jovem e promissora adversária.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series