Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Bem fisicamente, Serena tenta driblar a falta de ritmo
02/07/2019 às 22h00

Serena acredita que cada vitória vale por dez

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - A vitória na estreia em Wimbledon foi apenas a décima na temporada para Serena Williams. Depois de sofrer com problemas físicos na primeira metade do ano, a ex-número 1 do mundo se sente em melhor forma e tenta superar a falta de ritmo de competição para buscar o oitavo título na grama londrina.

"Acho que agora, cada jogo vale por dez, porque eu não disputei tantas partidas este ano. Esta foi a 13ª na temporada para mim", disse Serena, depois de vencer a italiana de 31 anos e vinda do quali Giulia Gatto-Monticone por 6/2 e 7/5 nesta terça-feira. "Aprendi muito com esse jogo e agora tenho que aproveitar o embalo".

Um dos motivos para uma temporada tão curta de Serena é uma lesão no joelho esquerdo. Ela sentiu o problema durante os torneios Premier de Miami e Roma e abandonou as duas competições depois de ter atuado em apenas uma partida de cada um desses eventos.

"Eu não me sentia tão bem desde fevereiro. Ela não desistiu do jogo e é bom para mim jogar partidas assim. Estou melhor agora e sinto que agora eu posso realmente seguir em frente", acrescenta a ex-número 1 do mundo, que enfrentará a eslovena de 18 anos Kaja Juvan.

Serena também falou sobre o difícil segundo set da partida desta terça-feira e sobre o quanto esteve vibrante em quadra. "Ela começou a jogar muito bem e ganhou muita confiança. Ela já havia quebrado o meu saque quando eu sacava para o jogo, então eu queria ter certeza de que eu seria capaz de permanecer no jogo. Acho que eu estava realmente animada naquele momento. É Wimbledon! É a Quadra Central! É um momento especial para mim. Eu sempre me empolgo".

A norte-americana disparou sete aces na partida e destacou o desempenho de seu saque. "Isso me dá muita confiança. Acho que agora eu posso usar mais as minhas pernas, depois de muito tempo. Mentalmente, acho que se você saca sem tanta força nas pernas, você pode acabar machucando o ombro. Mas como eu disse outro dia, tudo está voltando muito rápido. Cada partida precisa ser mais rápida do que o normal porque já estamos na metade da temporada. Mas, sim, agora que posso usar minhas pernas, tudo parece melhor".

Outro assunto comentado por Serena foi a vitória da promissora norte-americana de 15 anos Cori Gauff sobre Venus Williams na última segunda-feira. Desde os tempos de juvenil, Gauff sempre falou de sua idolatria pelas irmãs Williams. "Eu simplesmente amo a Coco e sua família. Eles são muito doces. O pai dela é um cara muito legal", disse a vencedora de 23 títulos de Grand Slam. "Honestamente, sinto-me honrada por estar nos pôsters de sua parede em algum momento de sua vida. No futuro, ela estará nas paredes de outras meninas".

Comentários
Faberg
Roland Garros Series