Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Federer leva susto, vira e evita rara queda na estreia
02/07/2019 às 12h38

Londres (Inglaterra) - Os fãs do suíço Roger Federer que acompanharam sua estreia em Wimbledon nesta terça-feira, na Quadra Central, levaram um susto quando o cabeça de chave número 2 do torneio perdeu o primeiro set para o sul-africano Lloyd Harris. Porém, ele mostrou toda sua categoria e foi buscar a virada, fechando o jogo depois de 1h50 com o placar final de 3/6, 6/1, 6/2 e 6/2.

Federer evitou uma rara derrota no All England Club, onde só perdeu duas vezes para rivais com ranking pior que o de seu adversário sul-africano, atual 86 do mundo. A primeira delas veio em 2002, quando foi superado na estreia pelo croata Mario Ancic, então 154º, e a outra aconteceu em 2013, ano em que o ucraniano Sergiy Stakhovsky (116º na época) o surpreendeu na segunda rodada.

Depois de não sofrer sua primeira eliminação em uma estreia de Grand Slam, algo que não acontece desde 2003, quando perdeu para o peruano Luis Horna na primeira rodada de Roland Garros, o tenista da Basileia agora terá pela frente o promissor atleta da casa Jay Clarke, de apenas 20 anos e atual 169 do mundo, que aproveitou o convite que lhe foi dado e superou o norte-americano Noah Rubin também de virada, com parciais de 4/6, 7/5, 6/4 e 6/4.

Veja como Federer construiu sua vitória

Com apenas 22 anos, vindo do quali e sem nenhum torneio sobre a grama na carreira, Harris surpreendeu pelo bom tênis e pela qualidade no começo da partida, como se nem estivesse pisando a Quadra Central diante do octacampeão. O sul-africano trabalhou bem com o primeiro saque, aproveitou as chances de ir à rede e tentou manter Federer em movimento. O suíço ao contrário parecia com certa dificuldade em achar um ritmo, sacou mal e cedeu a quebra, que Harris aproveitou até o fim com desenvoltura.

Mas o bom momento de Harris durou pouco. Assim que conseguiu ser mais agressivo e cortar os erros, Federer chegou à primeira quebra e daí em diante conseguiu impor sua variedade de efeitos e jogar cada vez mais na rede. Pressionado, Harris desabou técnica e taticamente e perdeu os dois sets seguintes com pouca resistência.

Talvez para explicar sua queda abrupta, o sul-africano pediu atendimento no intervalo para o quarto set, viu a panturrilha esquerda ser enfaixada e mostrou dificuldade para rebater bolas baixas. Federer quebrou no terceiro game e caminhou sem novos sustos para a vitória.

Comentários