Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Azarenka diz ter perdido patrocínio por gravidez
01/07/2019 às 12h59
 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

📷 with 👑 🦁 ❤️

Uma publicação compartilhada por Victoria Azarenka (@vichka35) em

Londres (Inglaterra) - Acontecimento comum na vida de qualquer mulher, a gravidez é sempre um pouco mais complicada quando se trata de uma atleta, justamente pelo fato de o corpo ser sua ferramenta de trabalho. Para piorar ainda mais, nem sempre os patrocinadores entendem a situação e às vezes cortam o apoio às futuras mães. Foi isso que aconteceu com a bielorrussa Victoria Azarenka.

Em entrevista ao The Telegraph, a ex-número 1 do mundo revelou que acabou perdendo um patrocínio por causa da gravidez. “Deixamos aquilo de lado por causa da gravidez. Não deixei isso vir a público e também é coisa do passado. Não acho que voltar ao assunto vá mudar alguma coisa”, contou a bielorrussa, sem querer revelar nomes.

Azarenka garantiu não ter enfrentado problema algum com a Nike, que meses antes de sua gravidez fora acusada por várias atletas, entre elas a corredora britânica Jo Pavey e velocista norte-americana Allyson Felix, de cortar os pagamentos durante a gestação, além de fazer pressão nas atletas.

“Não aconteceu nada (com a Nike), apenas tive aquela situação desagradável (com o patrocinador que a abandonou)”, disse a tenista de 29 anos, que já venceu dois Grand Slam, foi número 1 do mundo e atualmente aparece na 40ª colocação do ranking mundial.

Embora não tenha sido prejudicada, a bielorrussa criticou a Nike após os testemunhos de Pavey, Felix e outras. “As mulheres precisam continuar lutando. Lutamos pela igualdade todos os dias e espero que no futuro próximo a demanda por igualdade não seja necessária. Será apenas normal”, completou a bielorrussa, que enfrentará a francesa Alizé Cornet na estreia de Wimbledon.

Comentários