Notícias | Dia a dia
Imbatível, Ficovich conquista o título em Curitiba
30/06/2019 às 14h41

Ficovich levantou sua segunda taça seguida no Brasil

Foto: Nelson Toledo/Fotojump

Curitiba (PR) - As duas semanas de ITF World Tennis Tour no Brasil ficarão marcadas pela invencibilidade de Juan Pablo Ficovich. Depois de ser campeão na semana passada, em São José do Rio Preto, o argentino conquistou neste domingo o título do Ano II - Tennis Classic, em Curitiba, ao derrotar o brasileiro João Pedro Sorgi, com parciais de 6/3 e 7/6 (7-3), no Graciosa Country Club. A nova conquista de Ficovich no saibro brasileiro lhe garante mais 10 pontos na ATP, 100 no ranking da ITF e US$ 2.160 em premiação, equivalente a R$ 8.276,00.

Tanto em Rio Preto como durante toda a semana de jogos na capital paranaense, o jogador natural de Buenos Aires se destacou pela calma, capacidade de jogar sem cometer muitos erros e permitir que o seu serviço seja raramente ameaçado. Estas virtudes permitiram a Ficovich alcançar a inédita sequência de 10 vitórias em sua carreira, todas sem perder um set. Aos 22 anos, o tenista acredita estar preparado para subir de nível no circuito e disputar os torneios da série challenger.

"Me sinto preparado para disputar os torneios maiores, especialmente por acreditar que vivo o melhor momento da minha carreira e pela confiança que agora sinto em meu jogo. Foram duas semanas perfeitas no Brasil e tenho muito a celebrar por este momento. Por outro lado, tenho certeza que ainda há muito para melhorar se eu quiser evoluir no circuito, subir de nível e me manter nos challengers, por exemplo", analisa o argentino, filho de mãe brasileira.

A derrota não impediu que Sorgi saísse aplaudido de quadra. O brasileiro destacou a felicidade por novamente jogar no País com apoio da torcida. "Foi uma semana especial, antes de competir eu tive a chance de treinar com garotos incríveis do Instituto Ícaro, uma experiência que contribuiu para eu estar aqui. Isso sem falar na motivação de jogar no Brasil, com torcida, diferente da realidade que enfrentamos em torneios desta magnitude no circuito", afirma o brasileiro, que buscava encerrar um jejum de seis anos sem títulos no profissional. 

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis