Notícias | Dia a dia
Djokovic discorda de mudança nos cabeças de chave
26/06/2019 às 09h09

Londres (Inglaterra) - Não foi apenas o espanhol Rafael Nadal que se mostrou descontente com a mudança na ordem dos cabeças de chave promovida pela organização de Wimbledon, que define os 32 pré-classificados não pelo ranking da ATP, mas através do ‘ranking da grama’, um sistema matemático que amplia a importância dos resultados obtidos sobre este piso.

O sérvio Novak Djokovic também discordou de terem rebaixado Nadal do posto de segundo favorito para terceiro. “São as regras e temos que respeitá-las, mas fico surpreso ao ver a organização tirar de Nadal a condição de cabeça de chave número 2”, comentou o líder do ranking, que agora poderá cruzar com o espanhol em uma eventual semi.

A queda de Nadal entre os cabeças de chave se deu em função da ascensão do suíço Roger Federer, que será o segundo mais bem cotado no All England Club tanto na chave como nas casas de apostas. “Roger é o maior tenista de todos os tempos e ganhou mais títulos que qualquer um em Wimbledon. Se alguém merece isso é ele, mas ao mesmo tempo estão derrubando Nadal para isso”, analisou Djokovic.

Atual campeão de Wimbledon, o sérvio lembrou com carinho de sua última conquista na competição. “O que aconteceu neste torneio no ano passado foi um ponto de virada. Estava fora do top 20, vinha me recuperando de uma lesão complicada, que me fez passar por cirurgia, e ser capaz de vencer o título mudou tudo”, contou o tenista de Belgrado.

“Voltei a ter confiança em mim mesmo e isso me permitiu voltar a curtir esse esporte para continuar a fazer grandes coisas”, acrescentou Djokovic, que garante estar mais do que motivado para brigar por mais um título no evento. “Os Grand Slam são a principal prioridade neste momento de minha carreira e tento lidar com a pressão extra que é ser número 1 do mundo”, finalizou o sérvio.</p

>

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis