Notícias | Dia a dia
Feliciano comemora semana especial e inesperada
25/06/2019 às 09h19

Londres (Inglaterra) - A semana que passou foi só de alegrias para o espanhol Feliciano López, que conseguiu uma rara dobradinha no ATP 500 do Queen’s, vencendo o título de simples e o de duplas. Convidado da organização, ele entrou na competição como o 113º do mundo e deu uma disparada no ranking com a conquista, subindo para a atual 53ª colocação.

“A vida às vezes te dá surpresas como esta. Quero aproveitá-la ao máximo porque era algo que não esperava, ainda mais no atual momento de minha carreira, com quase 38 anos. Esta semana não tive problema algum, joguei muito bem e aguentei partidas duríssimas tanto em simples como nas duplas”, disse o canhoto de Toledo em entrevista à RTVE.

López derrubou três jogadores entre os 40 melhores do mundo na caminhada rumo à sua taça no torneio, contando também com a desistência do argentino Juan Martin del Potro, que seria seu rival na segunda rodada. “Mostrei que posso vencer qualquer jogador nesta superfície, passei por caras como Raonic, Aliassime e Simon. Há vezes que tudo fica muito claro para você e tudo parece possível”.

Para completar a semana, o espanhol ainda se sagrou campeão de duplas ao lado do britânico Andy Murray. “Foi uma semana muito especial, já que pude jogar com Murray em seu retorno, cada partida foi emocionante. Ele está feliz porque não podia imaginar que voltaria a jogar tênis sem dor, algo que conseguiu agora. Ainda é cedo para voltar em simples, mas só de ver o progresso já o deixa muito animado”, disse López.

Questionado sobre a aposentadoria, o tenista de 37 anos revelou já estar planejando sua reta final de carreira e indicou que deverá jogar pelo menos até 2020. “Tinha pensado em jogar este ano para terminar com o ranking mais alto possível e poder entrar nos Grand Slam e nos torneios mais importantes no ano que vem”, afirmou o dono de sete ATPs em simples e mais cinco nas duplas.

“Dizem que é bom parar com uma vitória, para deixar o tênis pela porta da frente, mas é uma pena fazer isso quando ainda me sinto competitivo. Por hora, vou acabar este ano e tentar competir nos grandes torneios no próximo. Também tenho o objetivo de disputar esse novo formato da Copa Davis que acontecerá em Madri”, encerrou o espanhol.

Baixa de última hora em Eastbourne

Após conseguir um "special-exempt" no ATP 250 de Eastbourne, López acabou desistindo da competição por causa do esgotamento físico causado pela dura jornada na semana anterior no Queen’s Club. Sua vaga na chave principal será ocupada pelo lucky-loser norte-americano Denis Kudla. Ele agora se prepara para a disputa de Wimbledon, entrando na chave principal do torneio através de um convite da organização.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis