Notícias | Dia a dia
Barty se torna a 2ª australiana a liderar a WTA
24/06/2019 às 10h57

Miami (EUA) - A australiana Ashleigh Barty foi coroada nesta segunda-feira a 27ª líder do ranking da WTA, a segunda de seu país. Campeã do Premier de Birmingham, a tenista de 23 anos repete um feito que apenas uma compatriota alcançara até então: Evonne Goolagong Cawley, que passou duas semanas como número 1 do mundo em 1976.

Barty encerra assim um reinado de 21 semanas da japonesa Naomi Osaka, que já igualou o tempo de liderança da russa Maria Sharapova. As duas empatam com a norte-americana Tracy Austin na 15ª colocação entre as maiores líderes da história. O recorde é da alemã Steffi Graf com incríveis 377 semanas na ponta.

Ocupando agora a segunda posição, Osaka não jogará nesta semana e por isso Barty vai garantir pelo menos mais uma semana na liderança, igualando a marca de Goolagong Cawley. Ela poderá se tornar a principal australiana neste quesito se conseguir manter o número 1 depois de Wimbledon, onde defende apenas a terceira rodada alcançada no ano passado.

Além de liderar o ranking da WTA, a australiana também aparece na primeira colocação na corrida para o WTA Finals. Barty é a jogadora que mais pontos somou até agora na temporada, abrindo mais de 1.000 pontos de diferença para a tcheca Petra Kvitova, a segunda na corrida.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

#1

Uma publicação compartilhada por Ash Barty (@ashbar96) em

Bia ganha quatro lugares no ranking

Única representante nacional entre as 300 melhores do mundo, a paulista Beatriz Haddad Maia ganhou quatro posições nesta semana e agora aparece na 121ª colocação. Nesta segunda, a canhota conhecerá sua chave no qualificatório de Wimbledon, que já teve a largada na chave masculina com vitórias de Thiago Monteiro e Rogério Silva.

Se Bia ganhou terreno no ranking, as outras três brasileiras no top 500 tiveram menos sorte. A campineira Carolina Alves perdeu três colocações e agora é a 325ª do mundo, a gaúcha Gabriela Cé caiu 15 posições e foi para o 339º lugar e a paulista Luisa Stefani desceu do 440º para o 444º posto.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis