Notícias | Dia a dia
Barty elimina Venus e fica a duas vitórias do nº 1
21/06/2019 às 13h37

Barty precisa ser campeã em Birmingham para assumir a liderança do ranking mundial

Foto: Divulgação

Birmingham (Inglaterra) - Duas semanas depois de conquistar seu primeiro título de Grand Slam em Roland Garros, Ashleigh Barty está muito perto de assumir a liderança do ranking mundial. A australiana conquistou nesta sexta-feira sua décima vitória seguida e garantiu lugar na semifinal do WTA Premier de Birmingham, em quadras de grama, ao derrotar Venus Williams por 6/4 e 6/3 em 1h25 de partida.

Para se tornar a nova número 1 do mundo, Barty precisa conquistar o título em Birmingham. Isso faria a australiana ultrapassar a japonesa Naomi Osaka, que lidera o ranking por 21 semanas, desde a conquista do Australian Open em janeiro. Desde que o ranking da WTA foi instituído em 1975, a única mulher australiana a alcançar a liderança foi Evonne Goolagong Cawley, por duas semanas em 1976.

A adversária de Barty na semifinal marcada para às 7h30 (de Brasília) deste sábado será a tcheca Barbora Strycova, 51ª do ranking, que venceu a compatriota Kristyna Pliskova por 6/2 e 6/4. A australiana de 23 anos tem duas vitórias e uma derrota contra Strycova, que já está com 33 anos.

Superada por Barty nesta sexta-feira, Venus conseguiu duas vitórias seguida em sets diretos, sobre a bielorrussa Aliaksandra Sasnovich e contra a top 15 chinesa Qiang Wang. A veterana de 39 anos disputou um torneio na grama preparatório para Wimbledon apenas pela quarta vez em sua carreira, e pela primeira vez fora de Eastbourne. Com 14 vitórias na temporada, a ex-número 1 aparece atualmente no 55º lugar do ranking.

Venus teve um bom começo, mas Barty rapidamente assumiu o controle
O início de partida foi favorável para Venus Williams, que conseguia forçar os saques e atacar já na primeira bola. Apesar da estratégia agressiva, a norte-americana conseguiu só três winners no primeiro set. Venus conseguiu uma quebra precoce e liderou o placar por 4/2, mas bastou um game ruim, com poucos primeiros serviços em quadra, para que Barty buscasse o empate no oitavo game.

Aos poucos, a australiana foi ficando mais à vontade para explorar seu já característico jogo com muitas variações de altura de peso de bola. Barty apostou nos slices e tentou mudar bastante a direção da bola para tirar Venus de posições confortáveis e reverteu a situação do primeiro set, liderando nos winners por 10 a 3 e cometendo apenas 12 erros contra 17 de Venus.

A campeã de Roland Garros manteve a tática no segundo set e foi ainda mais firme no saque, cedendo apenas sete pontos em seu serviço. Barty não sofreu quebras, embora tenha enfrendo dois break points no início da parcial, e conseguiu quebrar o serviço de Venus em duas novas oportunidades para definir a partida. A australiana fez 21 a 11 em winners no jogo e cometeu 25 erros, três a menos que sua adversária.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis