Notícias | Dia a dia
Kristyna Pliskova faz 24 aces e elimina a irmã gêmea
19/06/2019 às 15h01

Kristyna Pliskova (de branco) veio do quali e ocupa apenas o 112º lugar no ranking da WTA. Sua irmã, Karolina, é a atual número 3 do mundo

Foto: Divulgação

Birmingham (Inglaterra) - O encontro entre as gêmeas Kristyna e Karolina Pliskova pelas oitavas de final do WTA Premier de Birmingham terminou com um resultado surpreendente. Vinda do qualificatório e apenas 112ª colocada no ranking mundial, Kristyna surpreendeu a irmã, número 3 do mundo, e venceu por 6/2, 3/6 e 7/6 (9-7) após 1h55 de partida na grama inglesa.

Este foi o nono embate entre elas, sendo o primeiro por uma chave principal de WTA. Kristyna agora lidera o retrospecto por 5 a 4. A canhota de 27 anos também comemora sua primeira vitória sobre uma top 5 na carreira e a quarta contra uma top 10. O duelo desta quarta-feira também foi o primeiro entre gêmeas no circuito da WTA.

Enquanto Karolina Pliskova tem treze títulos na carreira e chegou a liderar o ranking mundial por oito semanas em 2017, Kristyna tem como melhor marca da carreira o 35º lugar e conquistou apenas um torneio no circuito. Ela enfrenta nas quartas de final a também tcheca Barbora Strycova, que fez 7/6 (7-3) e 6/3 contra a taiwanesa Su-Wei Hsieh.

Kristyna sacou muito bem na partida contra a irmã
Ambas com mais de 1,80m, as gêmeas Pliskova são duas grandes sacadoras. Kristyna disparou 24 aces na partida, contra 9 de sua irmã. Lembrando que a canhota já chegou a fazer 31 aces no Australian Open de 2016, enquanto o recorde pessoal de Karolina foi de 21 aces em Indian Wells no ano de 2014. Kristyna ainda liderou a contagem de winners por 49 a 25 nesta quarta-feira.

O duelo entre as irmãs Pliskova começou favorável à Kristyna. A canhota conseguiu encaixar boas devoluções e se utilizou de slices para não dar ritmo à irmã gêmea e conseguir duas quebras precoces para liderar por 4/1. Com nove aces e 17 winners, a jogadora vinda do quali só enfrentou um break point durante o set inicial.

No segundo set, Karolina Pliskova conseguiu enfim impor seu tênis mais agressivo e controlou as ações do fundo de quadra. Ela se aproveitou do fato de a irmã só colocar 48% de primeiros serviços em quadra e conseguiu ser mais agressiva. Depois de fazer apenas seis winners no set inicial, a ex-número 1 anotou onze bolas vencedoras e conseguiu duas novas quebras.

Já no terceiro set, a canhota foi a primeira a quebrar e chegou a liderar por 4/1, mas a destra reagiu em grande estilo e buscou o empate no oitavo game depois de vencer doze pontos seguidos. O tiebreak decisivo também estava equilibrado até que Karolina Pliskova fizesse uma dupla-falta com o placar empatado por 5-5, mas Kristyna devolveu a gentileza e também errou dois saques. A ex-líder do ranking ainda salvaria o segundo match point ao sacar aberto no forehand da rival. Mas a número 3 do mundo voltaria a fazer uma dupla-falta no 7-7, permitindo que a irmã fechasse o jogo na sequência.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis