Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Ymanitu comemora primeira participação em Slam
11/06/2019 às 19h46

Ymanitu Silva foi o primeiro brasileiro a jogar Grand Slam em cadeira de rodas

Foto: Takeo Tanuma/ITF

Paris (França) - Primeiro tenista brasileiro a jogar Grand Slam em cadeira de rodas, Ymanitu Silva comemorou a participação em Roland Garros. Convidado para a disputa da categoria Quad, o catarinense de 36 anos disputou partidas de simples e duplas no saibro da capital francesa.

"Foram dias muito especiais para mim. Fiquei emocionado pelo feito que foi ser vice-campeão de dupla de um Grand Slam. Só de disputar o torneio já é uma sensação única. Além disso, ter a presença do Guga, que é meu ídolo, nos jogos, tentando mostrar os caminhos, foi muito bom", destacou o tenista paralímpico ao site da Confederação Brasileira de Tênis (CBT).

Depois de ter perdido a partida de estreia para o australiano Dylan Alcott, principal cabeça de chave e líder do ranking mundial, por 6/1 e 6/2 na última sexta-feira, Yamanitu fez dois jogos no sábado. Na decisão do terceiro lugar, ele foi superado pelo japonês Koji Sugeno por 3/6, 6/4 e 6/2. Já na partida de duplas, que valia o título da competição, Dylan Alcott e o norte-americano David Wagner levaram a melhor sobre a parceria Ymanitu/Sugeno com a vitória por duplo 6/3.

Yamanitu aparece atualmente no oitavo lugar no ranking de Quads da ITF. A categoria é voltada para jogadores com dificuldade de locomoção em três ou quatro membros. Esta foi a primeira vez que um torneio da categoria Quad foi disputado em Roland-Garros. Em abril, durante a realização do Roland-Garros Junior Wild Card Series em Itajaí (SC), o presidente da CBT, Rafael Westrupp, entregou um ofício para a Federação Francesa de Tênis (FFT) solicitando um convite para o brasileiro.

O catarinense permanecerá em território francês e disputa um torneio ITF Super Series em quadras duras durante esta semana em quadras duras, na cidade de Antony. A chave de simples tem 24 participantes no Quad, enquanto as duplas contam com seis parcerias.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series