Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Roland Garros usou funcionários em cadeiras vazias
11/06/2019 às 13h28

Paris (França) - Nem mesmo a tão aguardada semifinal entre o espanhol Rafael Nadal e o suíço Roger Federer conseguiu encher as arquibancadas da quadra Philippe Chatrier. E para que o problema não fosse percebido também na rodada de sábado, segundo reportagem da Reuters, a organização do torneio pediu que funcionários preenchessem assentos corporativos vazios durante o complemento do jogo entre Novak Djokovic e Dominic Thiem e também no início da final feminina.

Os organizadores orientaram que os funcionários fossem “discretos” e retirassem seus crachás ao sentar nas cadeiras e boxes reservados para autoridades e executivos de patrocinadores, frequentemente desocupados na hora do almoço. Neste momento, os convidados preferem aproveitar os comes e bebes.

“Por causa das mudanças no cronograma para amanhã, 8 de junho, a organização do torneio tem o prazer de autorizar os funcionários da FFT (crachás pretos e cinzas) e seus particulares (crachá branco com listras pretas) a acessarem os boxes a partir das 12h para assistir ao fim da semifinal masculina e ao início da final feminina”, disse a FFT em um email a seus funcionários ao qual a Reuters teve acesso.

Ainda de acordo com a reportagem, o comunicado pedia discrição aos funcionários, lembrando que eles deveriam respeitar as regras e os orientando a retirar os crachás ao ocupar os espaços vazios. Também houve o pedido para que eles não comentassem sobre o assunto, principalmente nas redes sociais.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series