Notícias | Dia a dia
Matos avança na Espanha, Pucinelli também vence
22/05/2019 às 15h19

Matos vem da disputa de uma final no saibro espanhol

Foto: Arquivo

Vic (Espanha) - Os brasileiros que atuaram nesta quarta-feira pelo ITF M25 no saibro espanhol de Vic tiveram rumos opostos no torneio. O gaúcho Rafael Matos avançou na competição, enquanto o paulista Felipe Meligeni Alves se despediu do torneio.

Matos, que disputou uma final em Valldoreix na semana passada, venceu o convidado local Max Alcala Gurri por 6/3 e 6/0. Seu próximo adversário será o russo Ivan Gakhov, segundo cabeça de chave do torneio e 375º colocado no ranking da ATP. Já Felipe Alves perdeu por 6/4 e 6/2 para o italiano Jacopo Berrettini.

O torneio desta semana oferece três pontos na ATP ao campeão e um para o vice. Além disso, também conta pontos para o ranking de profissionais da ITF, que oferece vagas em competições de nível challenger.

Pucinelli vence na Romênia - O paulista de 18 anos Matheus Pucinelli estreou com vitória no ITF M15 no saibro de Bucareste. Ele venceu o anfitrião romeno Dan Alexandru Tomescu por 6/3 e 6/4. Seu adversário nas oitavas será o agora esloveno Tomas Lipovsek Puches, jogador nascido na Argentina.

Pelo mesmo torneio, o pernambucano de 19 anos João Lucas Reis está nas oitavas de final depois de uma vitória na última terça-feira sobre o convidado local Matei Adrian Georgescu por 6/2 e 7/6 (7-3). Ele enfrenta na próxima rodada o russo Alexander Igoshin.

Nusdeo vence em Uganda - Único brasileiro jogando o ITF M15 no saibro de Kampala, em Uganda, João Marcos Nusdeo estrou com vitória na chave principal ao vencer o indiano Kunal Anand por 4/6, 6/2 e 6/1. Nusdeo veio de um quali com duas rodadas e agora enfrenta mais um indiano, Abhinav Sanjeev Shanmugam.

Mateus Alves conhece rival - Um dia depois de ter estreado bem no ITF M15 no saibro de Tabarka, na Tunísia, o paulista de 18 anos Mateus Alves conheceu seu adversário nas oitavas. Havia chance de duelo brasileiro, mas Eric Caleguer perdeu por 6/2 e 6/1 para o espanhol Imanol Lopez Morillo.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis