Notícias | Dia a dia
Djokovic confirma e marca o 54º duelo com Nadal
18/05/2019 às 17h41

Roma (Itália) - A série de vitórias do sérvio Novak Djokovic ganhou um novo capítulo neste sábado, quando anotou o oitavo triunfo seguido. Campeão em Madri na semana passada, ele sofreu diante do argentino Diego Schwartzman, mas venceu em três sets, com parciais de 6/3, 6/7 (2-7) e 6/3, após 2h31 de disputa, e irá decidir o título do Masters 1000 de Roma contra o espanhol Rafael Nadal, que mais cedo teve sua revanche contra o grego Stefanos Tsitsipas.

Confronto que mais se repetiu na história do tênis, será o 54º duelo entre os dois primeiros do ranking atual, com vantagem para ‘Nole’, que soma 28 triunfos contra 25 do canhoto de Mallorca. Contudo, quando o assunto é o saibro a vantagem é toda de Nadal, que venceu 16 vezes e perdeu sete, a última delas justamente no Foro Itálico, nas quartas de final em 2016.

Djokovic poderá ampliar ainda mais a vantagem que tem sobre o rival espanhol no ranking em caso de conquista e deixar a diferença acima dos 5 mil pontos, superando a atual marca de 4.170 pontos. Se conquistar o título no domingo às 11h (horário de Brasília), o sérvio abrirá incríveis 5.210 pontos para cima de seu perseguidor mais próximo.

Veja como foi a vitória de Djokovic

Antes da partida começar quem roubou a cena foi o Homem-Aranha, que participou do sorteio junto à rede que define quem começa sacando. Schwartzman não deu brechas para o sérvio nos seus games de serviço, confirmou os dois primeiros de zero e no terceiro teve um pouco mais de trabalho, chegando a encarar um 30-30. Contudo, bastou um vacilo do argentino, que encarou um break-point no oitavo game, para que Djokovic aproveitasse a chance e em seguida fechasse a parcial.

O segundo set largou como o anterior, com os sacadores prevalecendo, mas a partir do sexto games teve início uma série de quebras. O pequenino argentino chegou a obter vantagem em dois momentos diferentes, primeiro abrindo 4/2 e depois 5/3, quando sacou para fechar o set e acabou perdendo o serviço. Sem novos breaks, a definição foi para o desempate e então Schwartzman teve grande atuação, perdeu apenas dois pontos e empatou o jogo.

Mais uma vez o equilíbrio foi a marca do começo de um set, com os dois rivais jogando muito firme nos cinco primeiros games do terceiro. O argentino vacilou quando estava sacando em 2/3 e cedeu um break-point para o líder do ranking, que não deixou a chance escapar e concretizou a quebra. Djokovic administrou a vantagem até o fim e depois de mais uma longa batalha carimbou a vaga para a final de Roma.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis