Notícias | Dia a dia
'Ter ritmo de jogo faz muita diferença', diz Bellucci
24/04/2019 às 18h45

Depois de fazer semi na Tunísia, o paulista já venceu duas na Itália

Foto: Arquivo

Francavilla (Itália) - Depois de passar por duas rodadas do challenger italiano de Francavilla para garantir vaga nas oitavas de final, Thomaz Bellucci acredita que o ritmo de jogo das últimas semanas tem feito a diferença em sua melhora de desempenho. O paulista disputa seu quarto torneio seguido no saibro e vem de uma semifinal em Túnis na última semana.

"Ter ritmo de jogo está fazendo uma grande diferença e me ajudando muito", disse Bellucci após a vitória por 7/6 (7-4) e 6/2 sobre o argentino Facundo Arguello nesta quarta-feira. No dia anterior, o paulista havia superado o bósnio Aldin Setkic com as tranquilas parciais de 6/1 e 6/2.

"Parece fala pronta, mas antes eu estava perdendo logo no começo de um torneio e tinha dificuldades para engrenar nas semanas seguintes. Da mesma maneira que a confiança ajuda, a falta de ritmo prejudica. Com uma sequência de jogos, vai ficando mais natural", avaliou o jogador de 31 anos e atual 212º colocado no ranking.

Bellucci encara nas oitavas o alemão de 25 anos Oscar Otte, terceiro cabeça de chave no torneio e número 146 do ranking. A partida acontece por volta das 8h (de Brasília) desta quinta-feira. Embora nunca tenha enfrentado seu próximo adversário, o canhoto de Tietê sabe o que esperar do rival alemão. "Sei que ele saca muito bem e vou tentar fazer o meu jogo e conseguir mais esta vitória".

Ex-número 21 do mundo e vencedor de quatro torneios da ATP, Bellucci tenta recuperar posições. A campanha até as oitavas em Francavilla está rendendo apenas sete pontos em uma semana que ele tem 15 a defender. É preciso que o canhoto paulista vença mais um jogo para evitar uma queda no ranking. Se for semifinalista do torneio, Bellucci fará 29 pontos e ficará muito perto de voltar ao grupo dos 200 melhores do mundo.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis