Notícias | Dia a dia
Capitã brasileira destaca grande dia das eslovacas
20/04/2019 às 17h31

Com a derrota de Bia no segundo jogo deste sábado, o Brasil está perdendo por 2 a 0 para a Eslováquia

Foto: Daniel Kopatsch/ITF

Bratislava (Eslováquia) - No primeiro dia do confronto entre Eslováquia e Brasil, válido pelo playoff do Grupo Mundial II, as anfitriãs eslovacas dominaram as ações. Primeiro, Dominika Cibulkova arrasou a paulista Carolina Alves, impondo um duplo 6/1. Na sequência, a também paulista Beatriz Haddad Maia teve mais chances que a compatriota, mas também saiu sem vencer um set sequer e caiu diante de Viktoria Kuzmova com duplo 6/3.

"As tenistas eslovacas estiveram muito bem neste sábado. No primeiro jogo, a Carolina fez tudo que podia e teve uma excelente atitude, mas a Cibulkova foi muito sólida e agressiva. Na segunda partida, da Bia, a Kuzmova fez um jogo excelente, dando poucas chances. Nós vamos conversar na reunião de hoje e ver o que podemos fazer para amanhã. Acredito que a Bia estará mais tranquila e vai conseguir ser mais agressiva. Será uma outra situação", projetou a capitã Roberta Burzagli.

Bia lamentou não ter conseguido desempenhar seu melhor tênis e destacou o ótimo desempenho de Kuzmova. “Foi uma partida dura para mim, tentei tudo o que podia, mas Viki simplesmente foi melhor do que eu em tudo: foi mais sólida, sacou melhor e estava mais agressiva”, disse a número 1 do Brasil e única atleta do país atualmente entre as 150 melhores do mundo.

O lado eslovaco fechou o sábado comemorando o grande desempenho. “Não poderíamos ter feito melhor”, comentou o capitão Matej Liptak. “Fiz uma partida praticamente perfeita. Sabia que ela jogaria na defensiva e mantive o foco no que precisava fazer. Lidei bem com o nervosismo, fiz o que meu capitão falou e estou ansiosa por amanhã”, analisou Cibulkova.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis