Notícias | Beach Tennis
Campeão mundial e líderes do ranking em Niteroi
02/04/2019 às 17h58

Tomaso Giovaninni e Nikita Burmakin em ação em Aruba.

Foto: BTA Aruba

Niteroi (RJ) - O Rio Beach Tennis Tour, em parceria com a Secretaria de Esportes e Lazer de Niterói, no estado do Rio de Janeiro, teve confirmada a presença de vários dos principais italianos e líderes do ranking mundial e o atual campeão do mundo de beach tennis. O evento ocorre na praia de São Francisco, na Zona Sul, entre os dias 26 e 28 de abril, distribuindo US$ 3 mil em premiação (R$ 11 mil) e  hospedagem aos principais atletas da chave profissional.

Atual campeão mundial, o italiano Mikael Alessi vai disputar o evento. Sexto do mundo, Alessi formará parceria com Luca Cramarossa, ex-número 1 do mundo e atual quinto colocado do ranking da Federação Internacional. "Será minha segunda vez em Niterói. Joguei dois anos atrás com Nicola Strano. Atuei em apenas dois torneios com o Cramarossa, mas podemos jogar bem juntos. Claro que precisamos melhorar, mas não vamos revelar para não dar informações aos nossos rivais (risos)", disse Alessi, que optou por se tornar um profissional quatro anos atrás, deixando o futebol onde atuava no clube de sua cidade, em Rimini.

No ano passado, Alessi atingiu o ápice da carreira ao conquistar o Mundial em Cervia, na Itália, ao lado do espanhol Antomi Ramos. "Foi uma incrível conquista vencer o torneio em frente de minha família, de minha namorada. Mas não mudou nada ser campeão mundial. Sempre é preciso melhorar o jogo e o título foi a recompensa pelo duro trabalho." Curiosamente, o objetivo de Alessi agora não é buscar o número 1 do ranking, posto que nunca ocupou. "Não sinto pressão, nunca fui número 1. Claro que seria muito legal, mas não é um título, prefiro ganhar títulos.".

Parceiro de Alessi, Cramarossa também já atuou em Niterói e tem boas recordações com o título de 2017 na praia de Piratininga no circuito mundial - ao lado de Marco Garavini. Ele traz na bagagem o fato de ter liderado o ranking. "Venci dois anos atrás. Muito feliz de voltar este ano. Quero vencer de novo, mas curtir a atmosfera, as pessoas no Brasil que são incríveis", disse Cramarossa. "Nossa expectativa é vencer o torneio, eu e o Alessi jogamos bem juntos, somos muito amigos, temos uma boa relação e um bom sentimento em quadra. Mas não será fácil pois o nível do torneio está muito alto. Burmakin e Giovannini são a maior dupla do momento, mas vamos buscar derrotá-los", seguiu comentando o jogador natural de Taranto e que também vive em Rimini, perto de Marina di Ravenna, onde surgiu o esporte. Cramarossa contou sua experiência no topo. "Fui número 1 do mundo, foi uma grande emoção, mas meu objetivo agora não é ser o líder. O objetivo é vencer torneios. Se jogar bem os torneios, ser campeão e o ranking são consequência.”

A melhor dupla do mundo do momento também estará em Niterói. O russo Nikita Burmakin, que até semana passada era o número 1 do mundo, mas caiu nesta segunda-feira para o segundo lugar, poucos pontos atrás do espanhol Antomi Ramos, e do italiano Tomaso Giovannini, terceiro colocado. Burmakin foi o primeiro russo a atingir o topo do ranking, um dos poucos não italianos a ostentar essa posição, que o brasileiro Vinicius Font também ocupou em 2014. Font também jogará o Rio Beach Tennis Tour em Niterói. A dupla de Burmakin com Giovannini foi campeã em Aruba, no Caribe, que é o evento com maior número de jogadores do planeta com mais de mil atletas.

"Será minha primeira vez em Niterói, estou empolgado. Já estive no Rio e adoro o Brasil. Todo mundo fala bem de Niterói, então estou muito feliz de vir. Eu e o Nikita estamos preparados para jogar e vencer. Nós tínhamos jogado apenas um torneio juntos antes de Aruba e depois da conquista passamos a atuar juntos na maioria dos grandes eventos. Somos uma das duplas mais fortes da história do beach tennis", disse Giovannini, natural de Lugo.

Até o momento são atletas de oito países confirmados no Rio Beach Tennis Tour. Além do Brasil, teremos jogadores da Itália, Rússia, Argentina, Chile, Venezuela, Letônia e África do Sul. A competição oferece ao todo 90 pontos no ranking mundial para cada dupla campeã no masculino e feminino e é aberta também aos amadores. As inscrições estão abertas pelo site http://cbt-tenis.com.br/beachtenis.php?pag=torneios, nas categorias Dupla A (Avançado), B (Intermediário) e C (Iniciante), além das categorias de veteranos 40+ e 50+ e os jovens Sub 18 e Sub 14. A Itália é o país onde nasceu o Beach Tennis na década de 80 e o maior campeão mundial por equipes, com quatro títulos contra dois do Brasil e um dos russos.

O Brasil já tem confirmadas a presença de atletas que brilharam no ano passado no Mundial por equipes da Rússia, como a carioca Joana Cortez, ex-número 1 do mundo, os santistas Thales Santos e Marcus Vinícius Ferreira, que deram o ponto decisivo da conquista, o carioca Vinicius Font, que liderou o ranking mundial em 2014, sendo o primeiro não italiano a obter tal façanha, além da paranaense Marcela Vita, terceira melhor do país e entre as 15 do mundo. O niteroiense Ralff Abreu, ex-número 1 do país, e top 30 mundial é outro confirmado.

"A competição está recheada de estrelas e será empolgante para o público, tudo graças à parceria com a Secretaria de Esportes e Lazer de Niterói", destacaram Daniela Bergamo e Esther Sanches, diretoras do torneio. “É o terceiro ano que Niterói traz um torneio mundial.  Teremos ainda pelo menos oito países na disputa, podendo ter até a mais. O prefeito Rodrigo Neves vem sendo parceiro de um esporte que é um dos que mais cresce em Niterói. A praia de São Francisco tem um comércio e um polo gastronômico para atender os atletas e torcedores. Isso é muito importante para a cidade, Niterói passou a ser um polo do esporte", disse Luiz Carlos Gallo, secretário de Esportes e Lazer.

A competição também é importante aos atletas do estado do Rio de Janeiro. Será a primeira etapa em que os jogadores de todas as categorias, profissionais e amadoras, vão somar pontos na busca por representar o estado na Copa das Federações, em outubro.

Comentários