Notícias | Top Spin
Escolas de Federer no Malawi, atingidas por ciclone
24/03/2019 às 13h03

Bottmingen (Suíça) – O trabalho da Fundação Roger Federer no Malawi tem sido educar as crianças, mas com a passagem do ciclone Idai tem oferecido assistência às milhares de desalojados pelo ciclone, que matou mais de 600 pessoas na África Austral. À medida que as águas das inundações começarem a baixar, espera-se que o número de mortos em Moçambique, Zimbábue e Malawi continue a crescer.

"O ciclone Idai é um inacreditável desastre", disse Federer. "E atingiu os mais vulneráveis no Malawi, Moçambique e Zimbábue. Levará anos para as pessoas se recuperarem. Meus pensamentos e solidariedade estão com os milhares de desalojados e famílias que perderam seus entes queridos."

O bairro mais afetado é Nsanje, no sul de Malawi, um país subdesenvolvido em que quase 70% de seus 17 milhões de habitantes vivem com menos de US$ 1.90 (cerca de R$ 7,45 ) por dia.  Todas as seis pré-escolas modelo da Fundação foram convertidas em centros de evacuação. Mais de 9 mil famílias do bairro foram evacuadas, inclusive 77 dos professores de jardim de infância da Fundação. Os centros de satélites da Fundação, que não são estruturas robustas como os centros modelo, não se saíram tão bem. Muitos entraram em colapso ou precisam de reparos significativos antes que as crianças possam retomar as aulas. O mais urgente é providenciar água e instalações de saneamento para as famílias afetadas, a fim de evitar uma epidemia.

Ajude a Fundação Roger Federer e outras importantes organizações a reconstruir as instalações e proporcionar alívio às vítimas do ciclone. As doações podem ser feitas nestes sites:

Fundação Roger Federer, Programa Mundial de Alimentos e Unicef.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis