Notícias | Outros
Olmo e Tirante, campeões dos 18 anos em Porto Alegre
24/02/2019 às 21h08

Espanhola Ane Del Olmo, saiu do quali para conquistar o título.

Foto: Luiz Cândido/Luz Press

Porto Alegre (RS) – Depois de uma semana de muito sol, a final feminina que começou a ser disputada na quadra central da Associação Leopoldina Juvenil, em Porto Alegre, foi interrompida três vezes em função da chuva que caiu na capital gaúcha, sendo concluída em quadra coberta. No papel, a japonesa Natsumi Kawaguchi era a principal favorita ao título dos 18 anos, já que 219 posições no ranking da Federação Internacional a separavam da espanhola Ane Del Olmo, que saiu do qualifying para surpreender todas as adversárias. Olmo, mantendo o embalo, conquistou o título ao vencer a japonesa com parciais de 6/2, 4/6 e 6/2. Na chave masculina, o argentino Thiago Tirante sagrou-se campeão, superando o norte-americano Martin Damm por 5/7, 6/2 e 6/2.

No primeiro set, Ane impôs um ritmo forte, quebrou o saque da japonesa no primeiro, terceiro e no sétimo games. O excesso de confiança nos golpes foi fundamental para que ela fechasse em 6/2. Na segunda parcial, Kawaguchi deixou de se defender e passou a pressionar com bolas mais rápidas e pontos mais curtos. A tática deu certo, só que no sétimo game, quando vencia por 4/3, começou a chuva e o jogo foi interrompido. A solução foi dar seguimento em uma quadra coberta no mesmo clube. Apesar da mudança, Natsumi manteve o mesmo ritmo e conseguiu fechar em 6/4. No terceiro e decisivo set, a espanhola reagiu, teve poucos erros, conseguiu mais três quebras e fechou em 6/2, em 2h12 de partida. “Estou muito feliz por ser a primeira campeã dos 18 anos do Brasil Juniors Cup. No primeiro set, joguei muito bem, depois dei uma caída, mas no terceiro fiz ela correr bastante e consegui fechar a partida”, comentou a campeã.

Entre os homens, o norte-americano Martin Damm e o argentino Thiago Tirante garantiram um jogo de altíssimo nível para o público. Também na quadra coberta, Damm teve o saque quebrado logo no primeiro game, mas devolveu a quebra no quarto e fechou em 7/5. Na segunda parcial, Tirante passou a errar menos, foi sólido no fundo de quadra e principalmente nas devoluções de saque. Venceu por seis dois e deixou tudo igual. No terceiro e decisivo o norte-americano teve o saque quebrado em três oportunidades, sentiu o desgaste físico e teve que pedir atendimento da fisioterapeuta. Tirante não baixou o ritmo, passou a sacar ainda melhor e fechou a partida em 6/2, por dois sets a um. “Tive uma ótima semana, vim para cá com o objetivo de ganhar e consegui. Tive muita garra, estava acostumado com os jogos nas quadras externas. Então, demorei um pouco para me adaptar. Foi o título mais importante da minha carreira até hoje”, comemorou Tirante. O argentino viaja nesta segunda-feira para São Paulo onde vai em busca de mais um troféu.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva