Notícias | Outros
Principais favoritas decidem Banana Bowl em Criciúma
15/02/2019 às 20h33

A norte-americana Hurricane Tyra Black não perdeu sets no torneio

Foto: Luiz Cândido/CBT

Criciúma (SC) - A rodada desta sexta-feira pelo 49º Banana Bowl definiu finalistas de simples na categoria 18 anos do tradicional torneio infanto-juvenil ITF J1, que este ano é disputado nas quadras de saibro da Sociedade Recreativa Mampituba, na cidade catarinense de Criciúma. A final feminina será às 8h (de Brasília) deste sábado, seguida pela masculina às 10h. Os jogos terão transmissão do canal por assinatura Bandsports.

Principal favorita em Criciúma e 11ª colocada no ranking mundial juvenil, a francesa de 16 anos Diane Parry novamente precisou de três sets, mas venceu a japonesa Natsumi Kawaguchi por 4/6, 6/1 e 6/2. Parry já havia buscado uma virada contra a eslovena Pia Lovric nas quartas de final.

Já a norte-americana Hurricane Tyra Black, segunda favorita e 17ª do ranking, chega sem perder sets à final e cedeu apenas onze games ao longo dos quatro jogos que fez no torneio. A norte-americana de 17 anos venceu nesta sexta-feira a compatriota Charlotte Owensby por duplo 6/3.

Os Estados Unidos têm um histórico de conquistas na chave feminina do Banana Bowl, com um bicampeoanto de Lilia Osterloh em 1995 e 1996, além de Sarah Taylor (1997), Beatrice Capra (2010), Louisa Chirico (2013), Usue Arconada (2015) e Whitney Osuigwe (2017). Já a única francesa a conquistar o Banana Bowl foi Alizé Cornet em 2006.

No masculino, o maior favorito também segue em frente. O espanhol Nicolas Alvarez Varona avançou na competição marcando as parciais de 6/3 e 7/5 contra o norte-americano Eliot Spizzirri. O jovem jogador de 17 anos tenta repetir o feito do canhoto Albert Ramos, único espanhol a vencer o Banana Bowl, no ano de 2006.

O adversário de Alvarez Varona na final será o Harold Mayot, que venceu o argentino Juan Bautista Torres por 6/4, 4/6 e 7/6 (7-5). Mayot tenta dar o quarto título à França no masculino, juntando-se a Paul-Henri Mathieu (1999), Mathias Bourgue (2011) e Johan Tatlot (2013).

Também nesta sexta-feira foram disputadas as finais de duplas. No masculino, os norte-americanos Eliot Spizzirri e Tyler Zink venceram os argentinos Santiago de la fuente e Juan Bautista Torres por 5/2 e desistência. No feminino, o título ficou com a japonesa Natsumi Kawaguchi e a israelense Shavit Kimchi, que marcaram um duplo 6/0 contra a peruana Romina Ccuno e a eslovena Metka Komac.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio