Notícias | Copa Davis
'Nova Copa Davis' promove bizarrices nos zonais
14/02/2019 às 14h29

Luxemburgueses foram um dos prejudicados

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - As drásticas mudanças na forma de disputa da Copa Davis não apenas enfureceram uma parte dos fãs de tênis, mas também algumas federações nacionais. Tudo isso porque houve uma nova reclassificação nas divisões da competição, levando em consideração apenas o ranking do torneio, calculado de acordo com o desempenho nos últimos quatro anos.

Segundo levantamento da Tennis World USA, uma das prejudicadas é a Polônia, que no ano passado derrotou Eslovênia, Zimbábue e Romênia na caminhara rumo à promoção para o Zonal I, mas com a nova divisão acabou colocada de volta no Zonal III. A federação preparou uma apelação, mas sabe que dificilmente conseguirá reverter a situação imposta.

Quênia e a Namíbia compartilham o mesmo destino dos poloneses. Mônaco também foi outro país que se deu mal com as mudanças e mesmo após conseguir quatro vitórias no Zonal III, que teriam lhe rendido uma merecida promoção, acabou ficando na mesma divisão.

Nessa série de casos está o de Luxemburgo, que derrotou a Geórgia por 5 a 0 em abril do ano passado para garantir o lugar do Zonal I, mas no fim das contas foram os rivais que acabaram subindo, enquanto os luxemburgueses permaneceram no que corresponde à terceira divisão de Copa Davis.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series