Notícias | Copa Davis
Jovens russos se dão bem, canadenses nem tanto
01/02/2019 às 16h23

Medvedev abriu a série no sintético de Biel

Foto: Siggi Bucher/ITF

As equipes da Rússia e do Canadá apostaram na nova geração para os confrontos desta semana pelo playoff do Grupo Mundial da Copa Davis, garantindo aos vencedores um lugar na disputa no final do ano em Madri. Enquanto os russos se deram bem e abriram 2 a 0 sobre os suíços com Karen Khachanov e Daniil Medvedev, os canadenses viram Felix Auger Aliassime e Denis Shapovalov apenas empatarem com os eslovacos.

Jogando fora de casa contra a desfalcada Suíça, que não conta com Roger Federer e nem com Stan Wawrinka, Medvedev abriu a série no sintético coberto de Biel enfrentando Henri Laaksonen e teve bastante trabalho para derrotar o suíço, precisando de três sets e dois tiebreaks para alcançar a vitória com placar final de 7/6 (10-8), 6/7 (6-8) e 6/2, após 2h32 de partida.

Na sequência, Khachanov teve um pouco menos de trabalho para assegurar o segundo ponto de seu país na série. O russo de 22 anos e atual 11º do mundo conseguiu derrubar o suíço Marc-Andrea Huesler, que tem a mesma idade, mas é apenas o 362º no ranking, sem tanta dificuldade, gastando 1h18 para anotar parciais de 6/3 e 7/5.

Já no saibro coberto de Bratislava, apenas Shapovalov saiu vitorioso nesta sexta-feira. O canadense de 19 anos fez valer o favoritismo para cima do eslovaco Filip Horansky, vencendo com parciais de 6/4 e 7/5. Na segunda partida do dia, Aliassime não teve a mesma sorte e foi superado pelo experiente Martin Klizan em dois sets, com 7/5 e 6/3.

A derrota na partida de fundo do duelo no saibro eslovaco marcou a estreia do canadense de apenas 18 anos. Algoz de Aliassime, Klizan joga a competição desde 2007, disputou 17 confrontos e soma mais de 30 partidas. Sua vitória sobre o jovem rival foi a 25ª no total e a 21ª em simples, tendo também perdido oito jogos em simples e um nas duplas.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series