Notícias | Dia a dia | Australian Open
Perda do título é dolorosa, admite Kvitova
26/01/2019 às 16h27

Kvitova tinha chance de ganhar seu terceiro Grand Slam

Foto: Site oficial

Melbourne (Austrália) - Apesar de ter oferecido um grande espetáculo de determinação e competência, a tcheca Petra Kvitova admitiu que a perda do título do Australian Open para a japonesa Naomi Osaka é dolorosa. "Não sei quanto tempo levarei para superar (a derrota). Tive minhas oportunidades no primeiro set, quando abri 0-40. Não creio que tenha jogado realmente mal, mas talvez deveria ter sido um pouco mais agressiva em um ou outro dos ralis importantes. De qualquer forma, saio orgulhosa de mim".

A canhota tcheca esteve a um passo da derrota no segundo set, mas salvou três match-points com o saque d forma corajosa e conseguiu esticar o duelo. "O terceiro set é como se começar uma nova partida. Acredito que, quando conseguiu confirmar seu primeiro game de serviço, ela se acalmou um pouco", afirmou Petra, referindo-se a uma longa sequência de games perdidos pela japonesa até então. "Desse momento em diante, voltou a jogar bem de novo".

Questionada se Osaka é uma grande candidata a dominar o tênis, foi prudente. "Creio que o circuito feminino está muito aberto. Realmente nunca se sabe quem vai estar por cima. Mas definitivamente ela está jogando em grande nivel. Naomi é realmente uma grande jugadora, como mostram os títulos do US Open e aqui, isso é incrível".

Kvitova garante sair de forma positiva de Melbourne. "Sería muito má comigo mesma se não estive feliz por estas duas semanas. Queria é claro o troféu e isso dói muito. Mas creio que já tive uma conquista há dois anos, depois de tudo que passei. Não sabia sequer se conseguiria segurar novamente uma raquete. Claro que ainda posso melhorar, apesar que minha mão nunca mais estará 100%. Trato hoje de tirar o máximo do mínimo".

Comentários
Faberg
Roland Garros Series