Notícias | Beach Tennis
Beach Tennis: chuva para quali da Etapa SP ITF
25/01/2019 às 19h14

Murilo e Leandro classificaram-se para a chave principal.

Foto: Luiz Doro / Adorofoto

Guarujá (SP) - As fortes chuvas em Guarujá na tarde desta sexta-feira impediram a realização de todas as partidas previstas da Etapa São Paulo ITF de Beach Tennis $ 15.000 e do Aberto de São Paulo. Ambas competições integram a segunda semana da Arena Verão, na praia da Enseada, e reúnem cerca de 700 beach tenistas de 10 países, sempre com a entrada gratuita para o público. Após a fase pré-qualificatória, com uma dupla masculina garantindo vaga na chave principal, o Qualificatório classificará mais quatro parcerias para figurar entre as 32 que disputam o torneio profissional masculino até o domingo.

Ao todo, 23 duplas participaram nesta sexta-feira do qualificatório. Das oito que chegaram às quartas de finais, duas já tiveram suas partidas realizadas e, automaticamente, garantiram vaga na chave principal masculina. Jogando na quadra 2, entre as seis que foram montadas na arena principal, Pedro Lima e Silva, de Fortaleza (CE), e Miguel Duque, de Maringá (PR), desbancaram Carlos Kirmayr e Diego Rodrigues, beach tenistas que foram finalistas do Quicksand Wild Card Cup, o Pré-Qualificatório.

"Esse é o segundo torneio que Miguel e eu jogamos juntos. Foi muito bom para nós disputar o Qualificatório e garantir uma vaga na chave principal. Pude vivenciar, aos 17 anos de idade, uma experiência que há três anos eu jamais imaginaria ser possível. Algo especial para uma dupla nova como a nossa, que é enfrentar os melhores beach tenistas. É uma honra para nós estarmos aqui", disse Pedro, que ao lado de Miguel venceu a partida por 6/2, 2/6 e 10-6, e de quebra eliminou Kirmayr e Rodrigues, atletas que no ano passado haviam chegado às quartas de final do ITF de Beach Tennis, em Santos.

A segunda dupla classificada foi a do paulistano Leandro Custódio e do guarujaense Murillo Mariano, que venceu Rafael Luzzi e Rafael Nogueira por 6/3 e 6/4. "Este torneio de 2019 está muito maior do que no ano passado. Por uma infelicidade, fomos a primeira dupla a ficar de fora da chave principal, pelo ranking do torneio. Esta experiência não é comum para nós, porque costumamos viajar para fora do país para jogar. Acredito que isso só tenha acontecido por conta da real evolução do esporte no Brasil. Na partida decisiva, a dupla adversária era muito forte, mas acho que tivemos a cabeça no lugar e isso fez a diferença", disse Leandro.

"Estava confiante de garantir esta vaga, não só por estar jogando em casa, mas também porque venho treinando há muito tempo para este torneio. Inclusive, fiz uma pré-temporada de treinos na Itália. Imaginávamos ter uma vaga no wild card, mas, de qualquer forma, viemos com tudo e garantimos nossa participação na chave principal. Sabemos que grandes atletas sempre saem do quali e foi com essa mentalidade que entramos no torneio. O pensamento foi sempre positivo, com a consciência de que eu, particularmente, conheço cada grama de areia em Guarujá", comentou Murillo, que joga pela primeira vez ao lado de Leandro.

A definição do Qualificatório segue na manhã deste sábado, quando mais duas partidas terão continuidade. Os argentinos Adrian Gudon e Emiliano Rossini enfrentam Anderson Silva e Júlio Silva. Giovani Cariani e José Eduardo Matielo completam o jogo que também já havia iniciado, contra Daniel Cândido e Pietro Santana. 

Comentários