Notícias | Dia a dia | Australian Open
Nishikori: 'Não ganharia de ninguém naquele estado'
24/01/2019 às 00h00

Melbourne (Austrália) - O japonês Kei Nishikori aguentou ficar apenas 52 minutos em quadra na partida válida pelas quartas de final do Australian Open, nesta quarta-feira, abandonando o duelo com o sérvio Novak Djokovic por causa de uma lesão na coxa direita. Ele explicou que só foi sentir dores durante a partida e que não havia mesmo como seguir na condição em que se encontrava.

“Antes do jogo eu estava bem, só que após o terceiro game, enquanto eu estava sacando, comecei a notar a perna muito pesada”, declarou o japonês, que precisou de cinco sets contra três de seus primeiros quatro jogos no torneio, diante de Kamil Majchrzak, Ivo Karlovic e Pablo Carreño. Sua única vitória em sets diretos veio sobre o português João Sousa.

“Tenho certeza que isso vem de minhas partidas anteriores, especialmente a última, na qual gastei muita energia. Estou decepcionado, mas não tinha escolha. Eu não conseguia dobrar meus joelhos e não podia pular, então decidi parar”, complementou o tenista de 29 anos.

Nishikori ainda garantiu que a desistência não teve nada a ver com seu adversário. “Não foi porque era Novak do outro lado, mas porque hoje não conseguiria ganhar de ninguém com apenas uma perna”, completou o nipônico, que com a campanha no Melbourne Park ganhará duas colocações no ranking, indo da atual nona para a sétima posição.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series