Notícias | Dia a dia | Australian Open
Tsitsipas é mais novo na semi em mais de 10 anos
22/01/2019 às 03h16

Tsitsipas anotou 22 aces e apenas 3 duplas faltas

Foto: Ben Solomon/Tennis Australia

Melbourne (Austrália) - Algoz do suíço Roger Federer, o grego Stefanos Tsitsipas manteve a escrita de vencer todos os seus jogos até então neste Australian Open em quatro sets. A vítima desta terça-feira foi o espanhol Roberto Bautista, que lutou bravamente, mas não evitou a derrota com parciais de 7/5, 4/6, 6/4 e 7/6 (7-2), após 3h15 de disputa.

Pela primeira vez nas semifinais de um Grand Slam, o grego de apenas 20 anos e 168 dias é o mais novo a ir tão longe em um dos quatro principais torneios do circuito desde o sérvio Novak Djokovic (20 anos e 110 dias), no US Open de 2007. Em Melbourne, um tenista tão jovem não ia tão longe desde o norte-americano Andy Roddick (20 anos 149 dias) em 2003.

Seu adversário na penúltima rodada sairá do duelo entre o espanhol Rafael Nadal e o norte-americano Frances Tiafoe. O grego perdeu as duas partidas que teve até então contra o canhoto de Mallorca, mas levou a melhor para cima do norte-americano nas duas vezes que se cruzaram até então.

O saque imbatível do jovem grego, que não foi quebrado uma vez sequer contra Federer, não durou muito contra Bautista e logo no primeiro game o espanhol conseguiu superar o serviço de Tsitsipas. Depois de abrir 4/2, Bautista emperrou no placar e só venceu um game até o fim, acabou levando dois breaks e perdeu o set inicial.

Tanto na segunda parcial quanto na terceira, Bautista saiu na frente, mas só em uma delas manteve a vantagem até o fim. O espanhol levou o segundo set com uma quebra solitária no terceiro game, mas no seguinte ele não soube administrar o 4/2 de frente, perdeu os quatro games seguintes, levando duas quebras.

No quarto set, a definição veio apenas no tiebreak, mas por pouco não aconteceu instantes antes, quando o espanhol salvou um match-point com o saque. Tsitispas começou firme no desempate e abriu 3-0. Embora tenha perdido os dois pontos seguintes, ambos sacando, ele superou os dois próximos serviços do rival, confirmou um seu e teve quádruplo match-point, fechando no primeiro.

Embora tenha sido quebrado três vezes no jogo, o saque do jovem grego estava afiado e com ele foram vencidos 71% dos pontos disputados, 22 deles em aces. Tsitsipas anotou 18 bolas vencedoras a mais do que Bautista (68 a 50) e apenas seis erros não forçados a mais (38 a 32).

Comentários
Faberg
Roland Garros Series