Notícias | Dia a dia | Australian Open
Bia tem poucas chances e é superada por Kerber
16/01/2019 às 07h41

Bia fez seu sexto jogo contra top 10 em sua carreira profissional

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Ainda não foi desta vez que Beatriz Haddad Maia pôde vencer uma adversária do top 10 no ranking mundial. Em sua sexta tentativa diante de rivais de tal quilate, a principal jogadora brasilera da atualidade foi superada pela número 2 do mundo Angelique Kerber pela segunda rodada do Australian Open. Kerber, que já foi campeã do Grand Slam australiano em 2016 e semifinalista no ano passado, marcou 6/2 e 6/3 em 1h21 de partida.

O duelo contra a favorita alemã de 30 anos encerrou uma sequência de cinco jogos de Bia na Austrália. A paulistana precisou passar por um qualificatório de três rodadas na semana passada e ainda venceu sua partida de estreia na chave principal contra a norte-americana Bernarda Pera, 68ª do ranking. Pela participação, a jogadora 22 anos recebe uma premiação de 105 mil dólares australianos e 110 pontos no ranking, sendo 70 da chave principal e 40 do quali.

Ex-número 58 do mundo, Bia aparece atualmente na 195ª posição do ranking mundial depois de ter ficado três meses parada no ano passado por lesão e cirurgia nas costas e não conseguido bons resultados no segundo semestre de 2018, logo depois de voltar às quadras. A canhota paulista tinha 70 pontos a defender, já que também chegou à segunda rodada no ano passado, mas havia entrado diretamente na chave principal.

A última vez que uma brasileira venceu uma top 10 aconteceu em julho de 1989, quando Andrea Vieira derrotou a décima colocada Conchita Martinez no saibro francês de Arcachon. Dadá Vieira também é responsável pela última vitória sobre top 5, ao derrotar a tcheca Helena Sukova, então número 5, em maio de 1989 no saibro de Hamburgo.

No começo da partida, Bia dava sinais de nervosismo e cometia muitos erros não-forçados. Ao fim de três games, a paulistana já havia feito doze erros e permitiu que Kerber já começasse vencendo o jogo por 3/0. Mesmo nas duas ocasiões em que conseguiu confirmar o serviço no primeiro set, a número 1 do Brasil encarou games muito longos, muito por conta da solidez da alemã do fundo de quadra e de devoluções agressivas nos pontos pares dos games. Kerber voltaria a quebrar já no fim do set em um game muito ruim da canhota paulista. Ao fim de uma parcial com 47 minutos, Bia liderava nos winners por 13 a 7, mas cometera 29 erros não-forçados contra apenas seis da alemã.

O segundo set foi um pouco mais competitivo. Bia pôde jogar um pouco mais solta e confirmar seus games de serviço com mais tranquilidade. A brasileira chegou a ter um break point ainda no terceiro game da parcial, mas voltaria a cometer um erro durante um rali mais longo. Bastou uma breve queda de intensidade já no oitavo game da parcial para que Kerber chegasse ao único break point do set e aproveitasse a chance. No fim, bastou à alemã sacar bem para fechar o jogo. Bia fez 22 a 16 em winners e terminou a partida com 39 erros contra apenas 10 da ex-líder do ranking.

A adversária de Kerber na terceira rodada em Melbourne será a convidada australiana de 20 anos e 240ª do ranking Kimberly Birrell, que surpreendeu a número 29 do mundo Donna Vekic ao marcar 6/4, 4/6 e 6/1. O jogo está marcado para a próxima sexta-feira, data em que a canhota alemã comemora seu 31º aniversário.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series