Notícias | Outros
Estrangeiros dominam finais em cadeira de rodas
13/10/2018 às 19h35

A alemã Katharina Kruger, cabeça 1, em ação.

Foto: Hermes Bezerra/Divulgação

Florianópolis (SC) - Definidas as finais da do Torneio Profissional de Tênis em Cadeira de Rodas da Semana Guga Kuerten 2018, que prossegue até o próximo dia 21. No masculino, o chileno Alexander Cataldo enfrenta o espanhol Daniel Caverzaschi e, no feminino, a alemã Katharina Kruger encara a colombiana Angelica Bernal. As finais das duas principais categorias acontecem na manhã deste domingo nas quadras Jurerê Sports Center (Jusc), no bairro de Jurerê Internacional, em Florianópolis.

A maior competição profissional do Tênis em Cadeira de Rodas da América Latina soma pontos no ranking da ITF. O torneio reuniu 57 atletas de nove países, em busca da premiação de R$ 85 mil. Para avançar à decisão, Cataldo superou o principal favorito ao título, o argentino Agustin Ledesma, número 14 do mundo.

Em um jogo definido nos detalhes, Cataldo precisou do tiebreak para vencer o primeiro set, em 7/6 (5). No segundo, o chileno soube conter a reação de Ledesma, para fechar em 7/5. Se vencer a final, Cataldo receberá 195 pontos no ranking ITF. Atualmente ele ocupa a 27ª posição.

Na outra semifinal, Caverzaschi, 16º do mundo, derrotou o número 1 do Brasil, de virada. No jogo mais emocionante do campeonato até o momento, o espanhol bateu Daniel Rodrigues, 21 do ranking mundial, por 4/6, 6/3 e 7/6.

Entre as mulheres, deu a lógica e as duas principais favoritas decidem o título. Cabeça-de-chave número 1, Katharina, que venceu a brasileira Meyricoll Duval, por 6/0 e 6/3, enfrenta Bernal, cabeça 2, que bateu a chilena Macarena Cabrillana, por 6/1 e 6/4.

BRASIL E JAPÃO DECIDEM TÍTULO DA QUAD

Na Quad, Ymanitu Silva carimbou passaporte para a final ao derrotar Julio Rueda, da Guatemala, em dois sets. Em busca do quarto título de simples da Semana Guga Kuerten, o catarinense encara a japonesa Mika Ishikawa, que venceu o chileno Pablo Araya em dois sets. Essa categoria, para atletas com deficiência em três ou mais extremidades do corpo, é aberta aos homens e mulheres.

Ymanitu venceu Rueda em dois sets, parciais de 6/3 e 7/5. Agora encara Ishikawa na decisão de amanhã de olho no tetra e na preparação para os Jogos Parapan-americanos de 2019, no Peru.

“Uma final na Copa Guga Kuerten é sempre importante para aumentar o nível técnico, serve de preparação e motivação para os desafios do próximo ano” destaca o oitavo melhor do rmundo e número 1 do Brasil na Quad. “Em especial o Parapan de Lima.”

DOMINGO APONTA CLASSIFICADOS À COPA INFANTOJUVENIL

Além das decisões da 8ª Copa Guga Kuerten em Cadeira de Rodas, o domingo marca as finais do Tennis Kids, que concentrou 316 atletas, da Copa da Federações de Beach Tennis e os vencedores do torneio qualificatório da Copa Guga Kuerten Infantojuvenil. partir de segunda-feira, tenistas de todo o país entram em quadra na disputa da chave principal da Copa Guga Kuerten Infantojuvenil, que vale pontos no ranking da CBT (12 anos), d\ COSAT (14/16 anos) e da ITF (18 anos).

 

 

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis