Notícias | Copa Davis
Húngaro de 18 anos surpreende, mas Rosol empata série
14/09/2018 às 17h13

Zsombor Piros derrotou o ex-top 40 Jiri Vesely em cinco sets

Foto: Martin Sidorjak/ITF

Budapeste (Hungria) - Logo em seu segundo jogo de Copa Davis na carreira, Zsombor Piros conseguiu uma expressiva vitória para a Hungria no duelo contra a República Tcheca pelos playoffs do Grupo Mundial. O jovem jogador de 18 anos e 419º do ranking surpreendeu o ex-top 40 e atual 91º do mundo Jiri Vesely ao marcar as parciais de 3/6, 6/4, 4/6, 7/6 (7-3) e 7/5 em 4h23 de partida no saibro de Budapeste.

Campeão juvenil no Australian Open do ano passado, Piros só disputou um jogo em chave principal de ATP e só tinha duas vitórias em challenger na carreira. Em fevereiro, venceu seu primeiro jogo de Copa Davis, quando atuou em um confronto já definido na derrota para a Bélgica pela primeira rodado Grupo Mundial.

A disputa entre húngaros e tchecos ficou empatada depois que Lukas Rosol venceu Mate Valkusz por 6/1, 6/2 e 6/4. Para as duplas, às 11h de sábado, Gabor Borsos e Peter Nagy devem enfrentar Roman Jebavy e Adam Pavlasek. A rodada de domingo começa às 8h.

Empate entre Suíça e Suécia - O primeiro dia de jogos entre suíços e suecos em quadra dura e coberta em Biel terminou com uma vitória para cada lado. Os visitantes saíram na frente depois que o 455º colocado Markus Eriksson venceu o número 386 do mundo Marc-Andrea Huesler por 3/6, 4/6, 6/4, 7/6 (12-10) e 6/4. O anfitrião Henri Laaksonen, 120º do ranking, empatou o confronto ao vencer o número 1.094 Jonathan Mridha por 7/6 (7-5), 6/2 e 6/3.

O jogo de duplas no sábado começa às 8h (de Brasília). A Suíça conta com Antoine Bellier e Luca Margaroli para enfrentar o veterano duplista sueco de 41 anos Robert Lindstedt e seu parceiro Markus Eriksson. A rodada de domingo começa às 8h com o duelo entre Laaksonen e Eriksson.

A nova Davis
O qualificatório da Davis em fevereiro será composto pelos quatro países quadrifinalistas deste ano (Bélgica, Alemanha, Itália e Cazaquistão) e os oito vencedores da repescagem deste fim de semana. Esses 12 países serão cabeças de chave. Os outros 12 participantes serão os 6 europeus, 3 asiáticos e 3 americanos com melhor ranking na Davis após a rodada deste fim de semana. O quali de fevereiro, que dará 12 vagas na fase final da Davis em novembro, será no atual sistema de sedes alternadas.

A fase final da Davis, a ser jogada em local único em novembro, terá os quatro semifinalistas deste ano (França, Espanha, Croácia e EUA), os 12 qualificados de fevereiro e mais dois convidados.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series