Notícias | Dia a dia | US Open
Ex-top 25, Muller e Mayer encerram as carreiras
28/08/2018 às 18h33

Muller sempre foi grande voleador

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - A segunda-feira marcou a aposentadoria de dois tenistas que fizeram boa história no circuito masculino: o canhoto luxemburguês Gilles Muller e o alemão Florian Mayer, que já figuraram entre os 25 melhores do ranking, perderam na estreia do US Open e puseram fim a suas carreiras.

Muller, 35 anos, ficou a dois pontos da classificação diante do lucky-loser Lorenzo Sonego, mas deixou escapar. "Não estava pensando no adeus, apenas queria jogar bem. No final, cansei", lamentou o ex-21º do ranking.

Campeão de dois ATPs, ele teve vitórias épicas na carreira, como sobre Andy Roddick no US Open de 2005 e outra sobre Rafael Nadal em Wimbledon do ano passado. "De um lado estou triste por sair de cena após 20 anos, mas estou ansioso para ter uma vida normal ao lado da família".

Muller ganhou apenas 10 de 28 jogos de nível ATP na temporada 2018 e por isso figura no momento apenas no 127º posto do ranking.

O alemão de 34 anos chegou ao 18º lugar do ranking, tendo somado 243 vitórias de primeira linha, sendo 12 sobre adversários top 10. Conviveu com diversos problemas físicos e algumas longas paradas.

Conquistou dois títulos de nível ATP, mas vivia uma temporada 2018 muito ruim com apenas dois triunfos.

"Saio orgulhoso de minha carreira, levo boas memórias", afirma Mayer, que diz não ter planos já determinados para depois da aposentadoria. "Meu corpo já não aguenta o ritmo necessário para dar 100% no circuito profissional".

Além deles, o espanhol David Ferrer também anunciou adeus nesta semana, mas o espanhol decidiu ainda fazer uma temporada de despedida em 2019 e irá disputar torneios selecionados.

Quer concorrer a um relógio Fossil? Clique aqui e palpite sobre quem vai vencer o US Open!

Comentários
Faberg
Roland Garros Series