Notícias | Dia a dia | Wimbledon
'Rafa tem algo a mais do que os outros', avalia Delpo
12/07/2018 às 08h59

Del Potro lamentou chances perdidas no 5º set

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - O argentino Juan Martin del Potro e o espanhol Rafael Nadal protagonizaram uma partida maravilhosa pelas quartas de final de Wimbledon, com duas viradas e quase 5h de duração. No fim das contas, levou a melhor o canhoto de Mallorca, que triunfou por 3 sets a 2 e se classificou para encarar o sérvio Novak Djokovic na briga por um lugar na decisão.

Eliminado, Delpo lamentou a derrota e enalteceu seu algoz na grama do All England Club. “Claro que agora eu estou triste, mas eu sei que talvez amanhã estarei melhor. foram quase cinco horas de jogo, cheguei muito perto da vitória, mas Rafa mereceu ficar com ela”, comentou o argentino.

"Tive a oportunidade de empatar o placar no quinto set, mas errei algumas direitas fáceis. No final, essas partidas são decididas em três ou quatro pontos. Protagonizamos um grande show e Rafa foi melhor nos momentos chave", comentou Del Potro, que no ano passado não havia passado da segunda rodada no torneio.

Apesar de lamentar os erros não forçados, principalmente no quinto set, a ‘Torre de Tandil’ explicou que isso já era um pouco esperado. “Quando você joga contra ele, tem que buscar as bolas vencedoras constantemente. Apesar dos erros, é a única maneira de colocá-lo em apuros, mas no final ele sempre tem algo mais, que vai além do que apresenta o resto do circuito", disse.

Del Potro também se lembrou dos instantes logo após a última bola. “Eu nunca vou esquecer o momento em que estava no chão logo após o jogo. Eu poderia ficar deitado lá toda a noite. Será uma memória ruim", resumiu o argentino, que agora acompanhará de casa a semifinal entre Nadal e Djokovic.

"Vai ser divertido, vou estar em casa e vou ver na televisão. A verdade é que ambos merecem chegar à final", finalizou o atual número 4 do mundo, que também figura na quarta colocação na corrida da temporada, ficando em ambos os rankings atrás de Nadal, do suíço Roger Federer e do alemão Alexander Zverev.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series