Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Wozniacki luta, mas não evita queda na 2ª rodada
04/07/2018 às 14h26

Wozniacki perdia o último set por 5/1 no último set, reagiu, mas sucumbiu no 6º match point

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Em duelo de altos e baixos, Caroline Wozniacki se despediu na segunda rodada de Wimbledon. A número 2 do mundo lutou por 2h09 e chegou a salvar cinco match points, mas não evitou a derrota para a canhota russa Ekaterina Makarova, ex-top 10 e atual 35ª do ranking, por 6/4, 1/6 e 7/5.

Ainda que Wozniacki lidere o retrospecto contra Makarova por 7 a 2, a russa está se tornando uma asa negra para a dinamarquesa em Grand Slam. No ano passado, Wozniacki perdeu para a mesma adversária no US Open, também na segunda rodada. A eliminação precoce também faz com que a ex-número 1 não tenha mais chances de voltar à liderança do ranking em Wimbledon, possibilitando que Simona Halep mantenha sua posição.

Vinda de título na grama de Eastbourne, Wozniacki segue sem ter uma boa campanha em Wimbledon. A jogadora de 27 anos jamais passou das oitavas na grama do All England Club. O Grand Slam britânico que ela nunca chegou longe, já que ela tem um título no Australian Open, dois vice-campeonatos no US Open e duas quedas nas quartas em Roland Garros.

Jogadora de 30 anos, Makarova já acumula trinta vitórias contra top 10 na carreira. A experiente russa, que chegou a ocupar o oitavo lugar do ranking em 2015, terá um duelo de canhotas contra a thceca Lucie Safarova na terceira rodada. Safarova já foi top 5 há dois anos e aparece atualmente no 66º lugar. A tcheca lidera o histórico contra Makarova por 4 a 1.

Wozniacki pagou pelo mau começo de jogo e foi quebrada em dois de seus três primeiros games de saque, permitindo que Makarova liderasse o set inicial por 5/1. Aos poucos, a dinamarquesa foi encontrando seu melhor ritmo para sacar e conseguia sustentar melhor as trocas de bola. Ela até reduziu a vantagem russa, mas não evitou a perda do set.

A reação no fim do set inicial deu confiança a Wozniacki, que dominou a parcial seguinte. A número 2 do mundo não enfrentou break points, cedeu apenas cinco pontos em seus games de serviço e cometeu apenas dois erros não-forçados para dominar a parcial.

O andamento do jogo sugeria uma virada a favor da dinamarquesa, mas a dinâmica mudou novamente. Makarova passou a sacar muito bem e a ser muito agressiva desde as devoluções. A russa fez 19 winners só no terceiro set e usou de seus golpes bastante profundos para conseguir duas quebras e liderar por 5/1. À essa altura, o roteiro era parecido com o da virada que ela buscou contra a croata Jana Fett, no segundo jogo da campanha para o título do Australian Open. 

Wozniacki foi reagindo aos poucos, devolveu uma das quebras, confirmou o saque e salvou quatro match points quando a rival sacava para o jogo pela segunda vez. Uma nova quebra viria após duas duplas faltas da russa, as únicas que ela cometeu em todo o jogo. Com o placar empatado por 5/5, Wozniacki ficou a dois pontos de passar à frente no placar, mas Makarova manteve o saque e voltaria a quebrar no game seguinte, buscando a vitória apenas no sexto match point.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series