Notícias | Dia a dia
Bruno perde três match-points e para na estreia
19/04/2018 às 12h02

Murray e Soares levaram dura virada no match-tiebreak

Foto: Fotojump

Monte Carlo (Mônaco) - Durou pouco a participação brasileira no Masters 1000 de Monte Carlo neste ano. Após a derrota de Marcelo Melo na estreia, nesta quinta-feira foi a vez do também mineiro Bruno Soares parar logo em seu primeiro jogo. Ele e o britânico Jamie Murray foram derrotados de virada pelo indiano Rohan Bopanna e pelo francês Edouard Roger-Vasselin.

Cabeças de chave número 7, Soares e Murray entraram direto na segunda rodada e mesmo largando na frente não conseguiram seguir no mesmo ritmo até o final. Melhor para Bopanna e Vasselin, que saíram de quadra com uma vitória anotada com placar final de 3/6, 6/4 e 11-9, depois de 1h24 de confronto.

Algozes da dupla mineiro-britânica, o francês e o indiano garantiram lugar nas quartas de final do torneio monegasco e terão agora pela frente os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, responsáveis pela eliminação dos segundos favoritos, o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers, também com uma virada.

Os dois primeiros sets da partida entre Soares/Murray e Bopanna/Vasselin foram definidos com quebras solitárias, com o mineiro e o britânico levando a melhor na parcial inicial e o indiano e o francês na segunda. A decisão foi para o match-tiebreak em que Bruno e Jamie chegaram a abrir 9-6, perderam três match-points seguidos e levaram uma virada inacreditável cedendo cinco pontos seguidos.

Demoliner cai nas quartas - O gaúcho Marcelo Demoliner e o veterano sueco de 41 anos Robert Lindstedt foram eliminados nas quartas de final do challenger de Túnis, torneio de US$ 70 mil realizado no saibro. Principais cabeças de chave, Demoliner e Lindstedt perderam nesta quinta-feira por 7/6 (8-6) e 6/3 para os belgas Sander Gille e Joran Vliegen.

Demoliner é o atual 55º colocado no ranking mundial de duplas e tem como melhor marca o 34º lugar, alcançado em novembro. Por ter avançado uma rodada, o gaúcho de 29 anos recebe 17 pontos no ranking, marca insuficiente para superar seu 18º e último resultado válido que é de 45 pontos.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva