Notícias | Dia a dia
Djokovic perde 'aquecimento' nas duplas de Miami
22/03/2018 às 20h25

Djokovic fez boas devoluções e mostrou saque instável

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - Em busca de melhor ritmo de jogo, Novak Djokovic se juntou ao amigo Viktor Troicki para disputar a chave de duplas do Masters 1000 de Miami e esteve perto de uma vitória. Os sérvios no entanto falharam no final do segundo set e jogaram mal o match-tiebreak, sendo batidos pelo austríaco Alexander Peya e pelo croata Nikola Mektic, com parciais de 4/6, 7/5 e 10-3.

Djokovic não disputava uma partida oficial de duplas desde o Masters 1000 de Monte Carlo, em abril do ano passado. O ex-número 1 do mundo está longe de ser um duplista eficiente: tem apenas duas finais na especialidade, um título em Queen's (2010) e um vice em Adelaide (2007).

A participação na chave de duplas teve a clara intenção de dar melhor ritmo ao sérvio, que fez apenas cinco partidas desde julho do ano passado, e ao mesmo tempo ajudar na confiança. Cabeça 9 do Masters norte-americano, ele estreará nesta sexta-feira contra o francês Benoit Paire.

Djokovic e Troicki tiveram um início irregular nesta quinta-feira e chegaram a estar atrás do placar por 4/1, com duas quebras cedidas e alguns erros junto à rede. Aos poucos, no entanto, os sérvios acharam o tempo da devolução e passaram a dar trabalho aos experientes duplistas e, com isso, ganharam cinco games consecutivos.

A segunda série foi bem mais equilibrada e cada parceria salvou um break-point antes do empate por 5/5. Aí dois lances ruins de Troicki permitiram a quebra fatal. No match-tiebreak, os especialistas foram muito mais precisos e Troicki, inconformado, destruiu uma raquete antes do ponto final.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva