Notícias | Outros
Klier, Reis e Alves nas oitavas em Porto Alegre
28/02/2018 às 21h48

Mineiro Bruno Oliveira, cabeça 1 dos 16 anos.

Foto: Miriam Jeske/Heusi Action

Porto Alegre (RS) - O brasiliense Gilbert Klier, que treina no Rio de Janeiro, garantiu a primeira vitória brasileira do dia nos 18 anos do Juvenil de Porto Alegre e foi às oitavas de final. Ele derrotou o 10º favorito, o argentino Facundo Acosta, 22º do ranking, por convincentes 6/4 6/1. Quadrifinalsta ano passado, Klier encara o japonês Naoki Tajima, quinto cabeça e 15º, ou o suíço Damien Wenger, 56º.

“Jogo muito duro e complicado. Já o tinha enfrentado no Banana Bowl na semana passada. Acabei perdendo pela questão física. Me recuperei. Primeiro set consegui uma quebra e fiz 6/4. No segundo, continuei a pegada e ele caiu. Fechei com 6/1. Seguimos firme para amanhã”, destacou Klier, que disputa apenas seu segundo torneio no ano, após lesão na pré-temporada.

O pernambucano João Lucas Reis, 11º favorito e 33º do mundo, marcou duplo 6/4 no americano Sangeet Sridhar e espera pelo companheiro de treinos em São Paulo, Igor Gimenez, ou o argentino Thiago Tirante, sétimo favorito.

“Foi um belo jogo, consegui chegar perto do meu melhor tênis. O cara era bem agressivo e não dava muito espaço, mas no primeiro set ele baixou um pouco ali no meio e daí eu consegui quebra-lo e deslanchar no set. O segundo, foi bem parelho, sem quebras. Eu perdi meu saque no 3/2, mas consegui devolver no seguinte e conquistei a vitória ponto a ponto”, disse Reis.

Paulista de São José do Rio Preto, Mateus Alves marcou 6/4 e 6/3 no holandês Deney Wassermann e medirá forças com o americano Drew Baird, quarto favorito, ou o equatoriano Antonio March.

Três brasileiros avançam nos 16 anos.

O Brasil tem três representantes nas quartas de final da categoria 16 anos masculino na Sogipa: o mineiro Bruno Oliveira, o catarinense Pedro Boscardin e o paulista Gustavo Heide. Cabeça de chave número 1 do torneio, o mineiro Bruno Oliveira foi o primeiro a passar de fase. Em confronto brasileiro, Oliveira venceu o paranaense João Duleba, placar de 6/3 e 6/2. Na próxima rodada, joga contra o argentino Ezequiel Monferrer, 11º classificado, que passou pelo paulista Richard Gama, por 6/4 e 6/2. O tenista disse não começou bem, mas soube aproveitar as chances que teve no meio do primeiro set. "No segundo, foi mais tranqüilo", avaliou.

Outro jogador nas quartas de final é o catarinense Pedro Boscardin, que ganhou do paraguaio Lucas Risso, cabeça 11, por 6/4 e 6/3, e vai enfrentar agora o uruguaio Juan Fumeaux, que venceu nas oitavas o brasileiro Bryan Kuntz, por 6/4 e 7/6 (7/5). Segundo Boscardin, campeão dos 14 anos em Porto Alegre, o segredo da vitória foi quebrar logo o saque dele e se manter firme nos dois sets. "Com a derrota de alguns jogadores que estavam na minha frente no ranking, aumentaram minhas chances para a vaga no circuito europeu, depende apenas dos meus resultados. Chegando longe aqui, garanto minha vaga”, prevê. 

Já Gustavo Heide conseguiu uma excelente vitória nesta quarta-feira. O paulista venceu um dos principais favoritos ao titulo, o equatoriano Paulo Ruperti, quinto pré-classificado, por 7/5 e 6/4. Nesta quinta-feira, o confronto valendo vaga na semifinal é contra o argentino Matias Iturbe, terceiro favorito, que ganhou do brasileiro Joaquim Almeida, parciais de 6/0 e 6/1. Sobre a partida, Heide acha que começou nervoso, errando muito, mas aos poucos foi melhorando. "Me acalmei e passei a colocar a bola mais em quadra, não perdendo pontos de graça. No segundo set, joguei muito, abri 5/1, relaxei, mas no final veio a vitória. Importante é o resultado, venci um dos principais favoritos", finaliza. 

Quem se despediu foi João Loureiro, segundo favorito e que vinha de dois títulos seguidos no Circuito Cosat. O mineiro perdeu para o peruano Diego Serra, cabeça 15, por 6/1 e 6/4. Loureiro vinha de 11 vitórias seguidas com títulos em Assunção, no Paraguai, e no Banana Bowl, em Caxias do Sul (RS).

Paranaense é o único representante nos 14.

Murilo Burckhardt foi a alegria dos brasileiros na manhã nublada desta quarta-feira. O paranaense é o único representante do país na categoria 14 anos masculino. Burckhardt venceu o peruano Ignacio Buse, quinto cabeça-de-chave, em dois sets, placar de 6/3 e 6/4. Pelas quartas de final, enfrenta o principal favorito, o paraguaio Adolfo Vallejo, que passou pelo paulista Ricardo Dutra, por 7/5 e 6/3.

Sobre a partida, acha que jogou muito bem e usou a tática correta. "Precisava ser agressivo, mas sem errar. Agora jogo contra o principal favorito, mas se continuar neste nível, tenho chance de surpreender. Fiz duas quartas-de-final este ano de Cosat, aqui quero ir mais longe", comentou.

Quem não pode completar sua partida foi Henrique Bertoli. O catarinense estava com uma virose e quando perdia de 2/0 no segundo set teve que abandonar seu jogo contra o colombiano Nicolas Nino. Outros brasileiros que perderam nas oitavas de final foram Gabriel Barbosa, Ricardo Dutra, Bruno Fernandez e Lucas Andrade da Silva.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio