Notícias | Dia a dia | Rio Open
Fognini: 'Se o Rio mudar de piso eu posso voltar'
25/02/2018 às 01h10

Fognini caiu na semifinal contra Verdasco

Foto: Fotojump
Felipe Priante

Rio de Janeiro (RJ) - Embora tenha um bom histórico no Rio Open, com um vice-campeonato (2015), uma semifinal (neste ano) e uma quartas (2014), o italiano Fabio Fognini não pretende retornar às quadras cariocas. Ele afirmou que quer jogar mais torneios em piso duro e por isso irá riscar a temporada sul-americana de seu calendário.

"No momento creio que não vá voltar porque não quero. Não tenho nada contra o Rio, onde sempre jogo muito bem, mas creio que estou fazendo um bom papel na quadra rápida e quero jogar mais neste tipo de superfície", declarou o italiano após a derrota deste sábado para o espanhol Fernando Verdasco.

Contudo, o atual 21 do mundo deixou as portas abertas para uma eventual volta caso o torneio consiga a mudança de piso tão sonhada pela direção. "Se o Rio mudar o piso com certeza repensarei", garantiu o cabeça de chave número 5 do torneio.

A eliminação não abalou a confiança de Fognini, que na semana venceu três partidas, todas elas de virada. "Joguei mal hoje com o revés e do outro lado ele foi muito bem e com certeza será favorito amanhã. Mesmo assim fico contente com o nível que joguei esta semana, mesmo que a quadra não me favorecendo: muito lenta e com a bola muito grande", analisou.

"Apesar de tudo, eu lutei o quanto pude, perdi o primeiro set muito rápido e quando se começa assim fica muito mais difícil. passei então a jogar game a game", completou o italiano, que na próxima semana disputará o Brasil Open, onde é o cabeça de chave número 2 e vai estrear direto na segunda rodada contra o vencedor de um duelo de qualis.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series