Notícias | Outros
Mejia, cabeça 1 dos 18, já treina em Porto Alegre
24/02/2018 às 21h45

Nicolas Mejia, nº 7 do ranking mundial juvenil.

Foto: Miriam Jeske/Heusi Action

Porto Alegre (RS) - Principal favorito da chave masculina de 18 anos do Internacional Juvenil de Porto Alegre, o colombiano Nicolas Mejía, sétimo do mundo, bateu bola nas quadras da Associação Leopoldina Juvenil neste sábado. Ele destacou a importância do evento e minimizou o favoritismo.

Mejía, campeão em Assunção, no Paraguai, deu um salto e vive sua melhor posição no ranking. O argentino Sebastian Baez caiu para o 8º lugar do ranking e será o cabeça de chave 2. "Tive uma boa semana no Paraguai. Em Criciúma (SC), as condições eram bem diferentes, estava difícil, não me senti muito bem para jogar. Já passou e agora estou concentrado para ter uma boa semana em Porto Alegre", disse o jovem de Bogotá. "O nível dos juvenis é muito alto e posso jogar e perder contra qualquer um. Sinto-me muito contente de ser parte desse seleto grupo de jogadores," disse Mejia.

Esta será a segunda participação de Mejía na chave mundial do torneio de Porto Alegre. Em 2017, ele perdeu na segunda rodada. "Estou contente de voltar aqui. O torneio é incrível, as quadras são das melhores que já joguei, parece muito com as de Roland Garros. É um evento de prestígio. Obviamente, Grand Slam é Grand Slam, mas comparando, esse é um dos melhores do mundo junto."

Nicolas é treinado pela irmã Gabriela e por seu cunhado e vive nos Estados Unidos há cinco anos e está há dois na academia IMG, em Bradenton, na Flórida. Após o circuito pela América do Sul, disputará torneios futures e challengers nos EUA e no México.

No fim do ano passado, ele teve sua primeira experiência treinando com o time da Colômbia da Copa Davis na repescagem do Grupo Mundial, em derrota por 4 a 1 para a Croácia. Agora o Brasil é o próximo rival e o colombiano prevê um duro confronto e quem sabe fazer parte do time novamente.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis