Notícias | Dia a dia | Rio Open
Schwartzman diz que não se acomoda com top 20
24/02/2018 às 23h58

Schwartzman irá debutar no top 20 na próxima segunda

Foto: Fotojump

Rio de Janeiro (RJ) - Pela primeira vez na carreira o argentino Diego Schwartzman irá figurar na lista dos 20 melhores no ranking da ATP. Finalista do Rio Open, ele comemorou o feito inédito, mas lembrou que para se manter nesta faixa até o fim do ano precisará seguir trabalhando muito duro.

"Não vai mudar nada por causa desta semana, para me manter no top 20 até o final do ano ainda faltam muitos pontos", comentou o argentino. Ele já se garantiu no 19º lugar e pode ganhar mais uma colocação se for campeão no domingo às 17h (horário de Brasília) contra o espanhol Fernando Verdasco.

Schwartzman também falou sobre a vitória sobre o chileno Nicolas Jarry. "Foi uma partida dura, no primeiro set demorei para conseguir ler o seu saque e acabei também demorando para quebrar. Saquei em 5/4 para fechar e não aproveitei, mas depois voltei a sacar em 6/5 e não deixei escapar", disse.

"No segundo set melhorei muito tanto no saque quando na devolução e por sorte consegui ganhar em dois sets. É um torneio duro, com alguns top 10 na chave e você não entra achando que vai para a final. A quadra lenta me ajudou", complementou o argentino, que encarou um irritante trio de torcedores chilenos.

"Hoje tinha alguns torcedores chilenos e eles exageraram em alguns momentos, ainda mais porque Jarry é um cara muito educado. Mas teremos a Copa Davis em casa e então veremos como será", ironizou Schwartzman, lembrando de Argentina e Chile irão se enfrentar pela última rodada do zonal americano da Davis.

Do outro lado, o eliminado Jarry não ficou apenas chateado com eliminação. "Apesar da derrota, saio com sensações positivas por saber que estou jogando neste nível e que posso vencer jogador muito bons, mas sei que tenho que continuar trabalhando para melhorar um monte de coisas", encerrou o chileno.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series