Notícias | Dia a dia | Rio Open
Monteiro: 'Infelizmente deixei escapar por pouco'
20/02/2018 às 23h46

Monteiro teve três match-points na estreia no Rio

Foto: Fotojump
Felipe Priante

Rio de Janeiro (RJ) - Último brasileiro a estrear na chave de simples do Rio Open, o cearense Thiago Monteiro teve o mesmo destino que os outros dois e se juntou aos paulistas Thomaz Bellucci e Rogério Silva na lista dos eliminados na primeira rodada. Ele chegou a ter três match-points contra o uruguaio Pablo Cuevas, mas levou a virada.

"Foi um jogo duro, definido no detalhe. Nunca estive tão perto de ganhar do Cuevas, que foi muito bem nos match-points. No terceiro set a quadra estava mais lenta e pesada, ele passou a jogar melhor. Fico triste pela derrota, a torcida fez o papel dela e me deu uma boa energia, infelizmente deixei escapar por pouco", analisou o atual número 1 do mundo.

Monteiro também falou sobre a campanha nada positiva dos brasileiros no torneio. "Foi só uma triste coincidência, nós três pegamos estreias duras. O nível do torneio é muito forte, demos o nosso melhor, mas por detalhes não conseguimos as vitórias", comentou o canhoto de Fortaleza.

Apesar do resultado não ter aparecido, o cearense não saiu tão negativo de quadra. "Minha temporada tem sido boa até então, estou me sentindo bem em quadra, mais do que no ano passado. Venho jogando mais solto. Agora é pensar no Brasil Open e tentar ter uma boa semana lá", afirmou Monteiro, que também falou sobre a mudança no seu saque.

"Meu treinador (Duda) mudou o saque na pré-temporada. Senti mais estabilidade e consistência, antes sacava bem em alguns momentos, mas em outros perdia o toss. Agora sinto que estou mais apoiado", falou o cearense, que ainda joga duplas no Rio Open. Ele e o carioca Fabiano de Paula encaram nesta quarta-feira o mineiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series