Notícias | Dia a dia | Rio Open
Thiem chega confiante e sem pressão na busca do bi
19/02/2018 às 19h56

Thiem foi campeão em Buenos Aires na última semana

Foto: Fotojump
Felipe Priante

Rio de Janeiro (RJ) - Atual campeão do Rio Open, o austríaco Dominic Thiem chegou ao Rio de Janeiro nesta segunda-feira embalado após a conquista do título no ATP 250 de Buenos Aires e apesar da responsabilidade de defender o título no saibro carioca garante não sentir pressão alguma e mostra otimismo pela busca do bicampeonato.

"Para mim é igual a qualquer outro torneio, mas é claro que 500 pontos sempre é muito a defender. Mas como fui muito bem em Buenos Aires estou bem mais tranquilo", declarou o austríaco, atual número 6 do mundo e segundo mais bem cotado ao título no Rio, onde terá como primeiro adversário o sérvio Dusan Lajovic.

Será a quarta vez que os dois medem forças, com três vitórias de Thiem até então, a última delas no ano passado também no Jockey Club Brasileiro. "Eu o conheço muito bem, já joguei contra ele aqui e sabemos um como o outro joga. Embora tenha ido bem na semana passada, tenho agora que focar no quem terei pela frente", analisou.

Thiem destacou sua preferência pelo saibro e destacou a série de torneios sul-americanos nesta parte da temporada. "Sempre me sinto bem no saibro, onde jogo confiante, ainda mais depois do título. Não me importo que esteja calor, pois isso se encaixa bem ao meu estilo", analisou o destro de Wiener Neustadt.

"Venho confiante para essa parte da temporada", acrescentou Thiem, que apesar dos bons resultados conquistados no último ano sabe que precisa ter uma evolução constante. "Espero ter um jogo melhor a cada dia que passa. Se eu não estiver fazendo isso tenho que repensar minhas escolhas", observou.

Um dos pontos que o austríaco destaca como importante em sua evolução é o jogo em quadras duras. "Tenho que melhorar neste tipo de piso, principalmente o saque e também os meus voleios", finalizou o tenista de 24 anos, que chegou a ser o quarto melhor do mundo na temporada passada.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series