Notícias | Dia a dia
Rogerinho e Bellucci estreiam na segunda em Quito
04/02/2018 às 19h59

Bellucci entra em quadra às 21h30 para enfrentar Estrella Burgos

Foto: Arquivo

Quito (Equador) - Dois dos três brasileiros garantidos na chave principal do ATP 250 de Quito estreiam nesta segunda-feira no saibro da capital equatoriana. Os paulistas Rogério Dutra Silva e Thomaz Bellucci entram em quadra no primeiro dia de jogos do torneio.

Rogerinho será o primeiro a atuar. O número 1 do Brasil e 101º do ranking joga a partir das 17h (de Brasília) na quadra número 1 do complexo diante do eslovaco Andrej Martin, 153º do mundo e vindo do qualificatório. Martin levou a melhor no único duelo anterior, válido pelo quali do US Open de 2014.

Por sua vez, Bellucci fecha a programação do estádio principal. De volta ao circuito depois de cumprir suspensão por cinco meses, o atual 107º do mundo desafia o tricampeão do torneio Victor Estrella Burgos, veterano de 37 anos, a partir das 21h30.

"Certamente é uma estreia muito dura. Ele defende o título, já ganhou três vezes aqui e joga muito bem nessas condições", disse Bellucci, que enfrentará Estrella Burgos pelo quarto ano seguido em Quito e busca a primeira vitória.

"Mas, ao mesmo tempo eu quero curtir e desfrutar dessa minha volta. A pressão está mais do lado dele do que para o meu, já que ele nunca perdeu aqui. O meu objetivo é entrar em quadra, dar o meu melhor e lutar até o último ponto", acrescenta o paulista de 30 anos, que tem duas semifinais e um vice-campeonato no Equador, mas sempre parou no experiente dominicano.

Brasileiros caem no quali - Os dois brasileiros que estavam na rodada final do qualificatório se despediram do torneio neste domingo. Os paulistas Pedro Sakamoto e João Souza, o Feijão, mas deixam a capital equatoriana com seis pontos no ranking da ATP.

Sakamoto perdeu por duplo 6/4 para o já citado Martin, que será o primeiro rival de Rogerinho na chave principal. O paulista de 24 anos e 478º do mundo tentava disputar uma chave principal de um torneio na elite do circuito pela primeira vez. Já Feijão, ex-número 69 e atual 241º colocado aos 29 anos, caiu diante do canhoto argentino Facundo Bagnis, 193º, com 6/3 e 6/4. O histórico de Feijão contra Bagnis segue desfavorável ao paulista, que tem apenas duas vitórias em nove jogos diante do rival.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis