Notícias | Dia a dia
Nadal: 'Não sei com exatidão até quando vou jogar'
26/01/2018 às 19h16

Nadal desistiu de jogo em Melbourne por causa de lesão

Foto: Divulgação

Manacor (Espanha) - Já de volta a casa, o espanhol Rafael Nadal reforçou o pedido aos dirigentes que comandam o circuito mundial, em que defende uma maior preocupação com a condição física dos jogadores, diante do grande número de lesões na elite do tênis masculino. Ele também falou sobre a aposentadoria e deixou os fãs tranquilos por pelo menos alguns anos.

"Não sei com exatidão até quando vou jogar, se serão três, quatro ou cinco anos mais, mas saberei quando chegar o momento e não terei medo algum em falar sobre isso. No atual momento, não pretendo me aposentar", declarou o canhoto de Mallorca em entrevista ao Mundo Deportivo.

O número 1 do mundo, que abandonou o duelo com o croata Marin Cilic, pelas quartas de final do Australian Open, por causa de uma lesão no músculo que liga o abdome à coxa direita, voltou a falar em possíveis mudanças no circuito. "Se há possibilidade de fazer algumas mudanças para beneficiar os tenistas do futuro e melhorar a qualidade seria muito positivo, uma vez que todos já melhoraram no aspecto físico", observou.

"Quando há mais lesões do que o normal é porque algo está errado. Simplesmente dei minha opinião sobre o grande número de lesões que estão acontecendo no circuito. Tenho 31 anos e não estou pedindo nenhuma mudança de superfície, calendário ou bolas", acrescentou Nadal, que deve ficar três semanas afastado das quadras, podendo manter mesmo assim o calendário e voltando ao circuito no ATP 500 de Acapulco.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis